segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Decisões

Já cá disse uma vez que este blog funcionava como uma terapia para mim.

Os pensamentos que me perseguem saem cá para fora e deixam de me massacrar.

Mas não é só isso.

O facto de ser público permite que outras pessoas que não me conhecem e sabem pouco da minha vida comentem sobre o que me vai preocupando.

E a verdade é que ler comentários de um outro ponto de vista daquilo que vivemos nos faz pensar sobre os nosso próprios pensamentos.

O meu último post sobre engravidar/adopção teve vários comentários sobre o porquê de eu ter de escolher? E eu voltei a ler o que tinha escrito e fiquei a pensar nisso.

Venho então esclarecer o assunto e também partilhar as mudanças de pensamento :)

A grande questão aqui é que o meu desejo de ser mãe é muito grande e sinceramente eu gostaria de ser tanto mãe biológica como de coração.
Claro que posso ser as duas coisas, claro que sim isso não se coloca em questão.
Ninguém nem nada me impede.
A questão é outra.

Eu e o meu marido decidimos que se tivessemos filhos do coração eu já não tentaria engravidar por causa dos riscos que isso implica para mim.
Eu não consigo pensar em engravidar e pensar se me acontece algo de mal nessa gravidez o que vai ser dos meus filhos do coração, eles não merecem passar por outra perda na vida e por isso gravidez pós adopção está completamente fora dos nossos planos.

Por isso parece óbvio que se ainda quero engravidar tem de ser antes de adoptar.

A minha questão é que nos tinham dito que ainda podia demorar 2-3 anos para a adopção se concretizar mas na última entrevista nos foi nos dito que se calhar no verão nos diríam qualquer coisa...

Eu ainda não tenho luz verde para voltar a tentar e depois também não se engravida quando se quer, não é logo e pimba :)

Por isso fico assim a pensar na vida.
O que não é mau, nem aflitivo, são só decisões que se têm de tomar.

Parece que vai haver uma competição com a concretização de uma possível gravidez e uma possivel adopção.

Vamos ver quem chega primeiro e depois logo se decide :)
Esta é a minha nova onda de pensamento e estou mais calma com ela.

PS-Da ressonância confirma-se que o quisto está fora do ovário por isso não se vai mexer :)
Falta confirmar o estado do meu rim maroto.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Parabéns aos maridito

Pois é o mais um aniversário para maridito no dia 23 deste mês que ainda por cima passou o dia sem amigos e família... :(
Eu fiquei presa em Portugal já que o carro não ficou pronto da oficina... e o outro carro que não usa pneu suplente não tinha kit de pneus graças à Renault que não tem em stock... e como estava um temporal decidimos que era melhor não me pôr à estrada...
Para compensar preparei uma festa supresa com familiares e amigos no sábado passado dia 26 :)
Correu muito bem. Ele não estava nada a contar e apanhou um grande susto quando chegou a casa, tocou à campainha e ouviu : PARABÉNS!!!!
Ele diz que só pensou: Mas quem é que faz anos? :) ih ih ih ih ih !!!
Foi muito giro.

E pronto depois das festas de natal da empresa, festas de natal dos amigos, da familia minha, da familia do maridito, anos do maridito, anos da sogrinha estou oficialmente cansada de festas e farta de comida... Mas FELIZ :)

Estou novamente oficialmente desempregada para acabar a minha tese.
É desta :)

Para o caso de não ter tempo deixo já aqui os votos de boas entradas em 2010 :)

Bjjjjjjjjjjjjjjjjjjjsssssssssssssssssss

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Notícias

Tenho andado ausente mas muito ocupada.

Venho partilhar que já terminou o nosso processo de avaliação para adopção , agora é esperar pela resposta. Não nos quiseram dizer qual vai ser a decisão, porque a decisão é feita em grupo por toda a equipa da segurança social e não só por aqueles que nos entrevistaram.
Dizem que por causa dos correios só devemos receber a resposta em janeiro...
Mas como todo o processo de entrevistas desde o dia que entregámos os papeis demorou 4 meses apenas, não sinto que possa reclamar alguma coisa :)
Pelo contrário, até agora têm sido impecáveis conosco.
Dado as características das crianças que decidimos aceitar dizem que 2010 pode ser o nosso ano :)
Quero acreditar que sim vamos ver.

Não pensei que pudesse ser assim tão rápido e por isso aparecem de novo mais dúvidas em relação a uma nova gravidez...

Eu quero mais do que tudo tentar mais uma vez se tiver luz verde dos médicos, e não vale a pena esconder esse desejo...
Mas também quero mais do que tudo esses filhos que estão à minha espera numa instituição qualquer...

O que fazer?

Sei que se engravidar o processo de adopção fica pendurado ... e não sei bem até quando...
E se não engravidar vou ficar sempre com aquele desejo pendurado...

Irrita-me um bocado isto tudo... porque este desejo para engravidar apareceu depois de ter perdido o meu filho. Eu tinha esse desejo como qualquer mulher mas depois sa perda esse desejo tornou-se o meu objectivo de vida o que puderá ser até doentio :(

E como a decisão é minha... ando assim... com conversas, discussões internas... sem chegar a nenhuma conclusão...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Muitos stresses e uma esperança

Pois é mais uma semana a adicionar à lista de semanas a esquecer.

Um dia acordei bem disposta fui ao WC e vejo sangue... sendo mulher o pensamento é ok o Mr Red chegou apesar de não ser altura para isso já que estou no 14º dia do ciclo, mas visto ser o 1º ciclo pós uso de pílula, podia ter a ver com isso.
Continuei com a minha vidinha, fui trabalhar, fui ao ginásio à hora de almoço e fui ao WC e sangue, sangue e mais sangue que vem apenas com a urina... assustei-me... Dado que tomo um anticoagulante todos os dias para o meu sangue se manter mais líquido e ter menos ricos de tromboses (por causa do meu SAAF), pensei: "deve ser o anticoagulante".
Telefonei para o hospital onde sou seguida, disse o que se passava e mandaram-me ir urgentemente a uma urgência de hospital. E lá fui eu.
Decidi ir ao privado, CUF descobertas, porque achava eu que não era nada de especial, evitava as esperas devido às gripes A, era mais rápido e eu tenho seguro para isso mesmo.
Lá fui eu sozinha, sem stress, sem dores e achar que ía tudo correr bem.
Cheguei lá e a primeira supresa é que a urgência estava cheia de Gripes A... oh sorte!!!
Depois lá fui chamada pela triagem e meia hora depois pelo médico.
Que me disse : "não sei o que lhe faça, o seu caso não é um caso simples!!!"
Eu: "Desculpe???? Isso não é muito bom de se ouvir..."
Médico: "Vou-lhe mandar fazer uma série de análises e depois pensamos no que fazer..."
Eu fiquei...preocupada...
Fiquei à espera, depois fiz as análises e mais espera...
1 hora depois uma outra médica que substituiu o outro médico chama-me: " então mas onde é que é seguida? E porque é que faz tanta medicação? Está a fazer medicação a mais! Está a fazer medicação a mais!!! Mas praticamente a ralhar comigo a parva...
Eu lá lhe tentei explicar onde era seguida, que ainda no dia anterior tinha feito análises e a dose que estava a tomar era a certa mas ela não me ligou nenhuma.
Médica: " Deve estar com hemorregia interna!!! Eu não sei como vai ser!!! Vai já fazer um TAC".
Eu aqui comecei a ficar preocupada, mesmo preocupada...
Ali estava eu sozinha, e se calhar não estava no melhor hospital para lidar com o que me estava a acontecer, e se eu "patinasse"?
Tinha tanta coisa para dizer a tanta gente.
Tinha que me despedir do meu marido, do meu pai, dos meus amigos.
Não me podia ir assim.
Pois foi... esses pensamentos que me vinham à cabeça...
Entretanto falo com uma Amiga com quem era suposto ir jantar, a dizer que já não dava para ir jantar... e acabei a chorar... ela felizmente decidiu ir ter ao hospital para me apoiar.
Entretanto comecei com uma dor do lado direito lomar... dor esta que começou lentamente mas veio a aumentar cada vez mais...
Sei que quando me chamaram para o TAC já estava em grande sofrimento... Fiz o TAC não sei bem como... mas já não consegui sair de lá pelo meu pé... Já não tinha forças, via tudo à roda, cheia de vómitos e dores impossiveis de descrever... Acho que eu só dizia: parece que vai explodir!!!!
Lá me levaram dali para a sala de observação onde me deram um medicamento para as dores que aliviaram a dor mais forte mas que ainda me deixou com muitas dores.
Apanhei uns enfermeiros espectaculares que fizeram tudo para me ajudar e conjuntamente com a minha amiga Mafalda conseguiram que a médica me desse algo ainda mais forte, pelo que percebi a pectidina que é uma "familiar" da morfina. E só assim acalmei e adormeci...
Estava exausta...
Outros amigos com quem era suposto jantar apareceram para me dar mais mimos.
Soube tão bem não estar sozinha. OBRIGADA!!!!
E felizmente ajudaram-me a informar o meu marido que estava em espanha em pânico com tudo o que estava a acontecer...
Fiquei em observação até à chegada do TAC onde se viu que deveria ser uma cólica renal e que estava a sangrar do rim...
Teria de ser vista por um urologista no dia seguinte.
Mandaram-me para casa com uma moca da morfina.
Acabei por vomitar no caminho para casa e passei também a noite a vomitar, o que me disseram ser efeitos secundários da pectidina.
Felizmente os meus Amigos deram-me boleia para casa, caso contrário não sei bem como teria levado o carro para casa.
No dia seguinte lá fui observada pelo urologista que ficou pasmo com o meu caso... disse-me que foi uma cólica renal, que tinha um rim super dilatado... e não sabia porquê... Teria de fazer antibiótico durante 16 dias e depois fazer análises, ecografias e uns exames esquisitos ao rim... e depois logo se via...
6ªfeira já não sangrava... mas as dores ainda eram fortes, felizmente tinha uns comprimidos que íam dando conta da dor...
Sábado a hemorregia voltou para meu susto...
Falei com um médico amigo que me disse para voltar a uma urgência do hospital , de preferência o hospital onde sou seguida : Hospital curry cabral e onde ele também é médico.
Provavelmente ainda seria internada para ver o que se estava a passar...
E pronto aceitei o conselho dele e meti na cabeça que provavelmente seria internada.
Fui tomar um banho, fiz uma mala com roupa para estar no hospital e calmamente lá fomos eu e o meu marido para o Curry.
Chegámos por volta das 16h no sábado que jogava Portugal contra a Bósnia.
O hospital estava super cheio especialmente com casos de gripe A.
Casos estes que eram mantidos à parte mas tínham prioridade.
A triagem só funcionava para estes casos. E por isso estive 2 horas à espera... se estivesse mesmo mesmo mal acho que morria ali...
A médica viu-me com cara de frete mas quando percebeu o meu caso mudou e ficou preocupada.
Mandou-me fazer análises e esperar. Lá esperei mais meia hora para fazer as análises.
E disseram-me que teria de esperar 2h30 a 3 horas...
Já eram 19h30...teríamos de esperar até às 22h por isso decidímos ir para casa dos meus sogros que é perto do hospital e pelo menos o meu marido podia jantar.
Assim foi, ele jantou, vimos quase o jogo de Portugal todo, e eu ainda me deitei para descansar que estava com dores.
Voltámos ao hospital por volta das 22h00 e esperamos.
Lá a médica me chamou por volta das 22h30 e disse-me mais aliviada que achava que as análises estava melhores que as últimas, que o rim estava a funcionar, não havia nenhum médico urologista de serviço e que o melhor era esperar até 2ªfeira onde deveria dirigir-me às consultas com uma carta dela.
A hemorregia parou, domingo já não sangrei. E 2ªfeira lá voltei às consultas.
Mil uma coisas que se eu contasse ninguém acreditava aconteceram e lá fui vista por um urologista que me disse o mesmo que que o outro, que teria sido uma cólica renal e que agora teria de vigiar o rim. A razão da cólica renal é que não se sabe, porque não se vê nada no rim...
Ou foi uma pedra ou foi um coágulo e como eu tomo anticoagulantes deu naquela hematúria...
As dores já passaram felizmente e não tive mais perdas de sangue, já fiz uma ecografia e o rim está a voltar ao tamanho habitual.
Para a semana volto a fazer nova ecografia e a ser vista pelo médico.

Sempre tinha ouvido dizer que as dores da cólica renal são as piores que existem.
Confirmo que são mesmo horríveis mas em relação às dores de parto ainda não sei quais a pior.
A diferença é que nas dores de parto se sabe que após a expulsão do bébé as dores acabam , e fica outro tipo de dor emocional, e na cólica não se sabe quando vão parar. São ambas dores que espero conseguir esquecer.

Depois desta semana de aventuras ontem consegui arranjar consulta com um ginecologista recomendado pela minha médica para ter mais uma opinião acerca dos meus quistos. Foi uma desmarcação que sobrou para mim felizmente :) Porque já não haviam mais consultas para ele este ano.
Adorei o médico, gostei mesmo e do diagnóstico ainda mais :)
Ele diz que o meu tipo de quisto não costuma crescer e por isso acha que a operação tem mais riscos para mim do que os riscos da presença do quisto têm para uma gravidez.
Fiquei de fazer uma ressonância magnética para confirmar o tipo de quisto.
E se fôr assim não vê porque não engravidar com muito acompanhamento por causa do SAAF.
E assim estamos. Fiquei de marcar a ressonância e depois ir lá mostrar-lhe.

Ainda falta saber se está tudo bem com o rim.

Mas parecem-me que existe uma possibilidade de voltar aos treinos para uma gravidez :)

Acho que os meus olhos voltaram a brilhar.

:)

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!

(imagem retirada da internet)

Estou a endoidecer...

às 2ªfeiras digo que quero engravidar, e que vou conseguir e vai correr tudo bem. E depois vêm os filhos do coração completar a família.

às 3ªfeiras digo que não vale a pena arriscar, que se em principio vamos mesmo ser aceites como pais adoptivos, para quê correr riscos e sofrer...

às 4ªfeiras quero muito muito muito engravidarrrrrrrrrrrrrrr e sofro muito por não voltar a tentar... E quero acreditar que vai correr bem, porque não tentar? Posso sempre não me afeiçoar até saber que está tudo bem... (COMO?????)

às 5ªfeiras chamo-me egoísta, para quê engravidar, e ainda morro no caminho e o meu filho nasce mas sem mãe... Os meus filhos do coração "estão a caminho" e eu quero cá estar e saudável para os receber.

às 6ª fico triste e não sei o que fazer da minha vida...

O fim de semana é do maridito e tento não pensar nisso porque já sei que por ele tínhamos só filhos do coração, com medo de me perder ou de perder outro filho.

Sinto-me num labirinto de emoções...
Sei que ninguém tem a reposta que eu queria... mas não sei o que fazer...
E se os filhos do coração demorarem muito tempo? É que se eles chegassem rápido sei que era mais fácil esquecer um nova gravidez... assim vivo numa ansiedade permanente... por minha culpa também...

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

3ª Entrevista para Candidatos a Adopção

Correu bem, muito bem :)

Já só falta mais uma que já está marcada para Dezembro, a visita a nossa casa.

E vamos ver :)

Parece-me que vamos ter uma família grande :)

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Reportagem sobre adopção da SIC



Muito triste...

E o que fazer para ajudar?

Estas famílias deviam ser penalizadas, castigadas... ninguém merece ser abandonado, enganado, maltratado pelos próprios pais...

Depois de tudo se pudessem estas crianças ainda voltavam para os pais...quem nem cachorrinhos abandonados...

Fiquei triste e muito chocada...

sábado, 31 de outubro de 2009

31 de Outubro...


É sem dúvida a pior data da minha vida...

Há 14 anos perdi a minha mãe neste dia.

Há 1 ano perdi o meu filho e deixei de ser mãe neste dia...
Não consigo dizer mais nada...

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

O blog

Eu sei que por vezes acabo por ser um bocado lamechas sempre a lamentar-me da vida que custa a viver... apesar de eu continuar a achar que a minha vida tem mais coisas boas que más.
O problema são a existência das más... Aqui acaba por seu o único sítio onde eu realmente digo o que me vai na alma, onde choro sempre que o meu coração chora sem pensar no que os outros vão pensar. De certa forma ao pôr os pensamentos mais tristes cá para fora sempre que venho a este cantinho, dá-me forças para lidar com a sociedade, com os amigos e com a família.
Sinto que para todos (ou quase todos) é algo do passado e algo que não se deve falar por tão negativo que é... e todos preferem esquecer... Mas esquecer? Mãe não esquece... nunca...
Mas pronto a vida segue e eu também e ninguém me vê triste ou mesmo a chorar, porque eu já não quero, não quero ouvir palavras vazias ou mesmo o silêncio...
E por isso venho aqui libertar as minhas tristezas para puder acordar no dia de amanhã com um "sorriso".
Ai se os meus gatos pudessem falar!!!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Sem boas novas...

Nova eco novas confusões... não percebi grande coisa...só sei que não há melhoras no ovário esquerdo, o direito já está bom... Para a semana há mais...

Soube também hoje que apesar de pertencer ao grupo de risco dos asmáticos para a vacina da gripe A, dado que tenho também uma doença auto imune a vacina não é recomendada para mim... :S

Ok... acho que vou-me fechar em casa durante os próximos meses de Inverno.

E neste "humor" termino assinalando o dia... há um ano senti o meu filho pela última vez...

Como tenho saudades desse movimento, como tenho saudades da alegria que era senti-lo, como tenho saudades de estar grávida... Dava tudo para puder viver outra vez esse momento, tudo...

Mas mais uma vez tenho de adiar esse desejo, esse sonho...

domingo, 25 de outubro de 2009

De volta

A gata já está bem (dentro do possível).
Tem uma prótese na boca à qual penso que já se habituou felizmente.
No próximo mês será novamente observada pelo ortopedista que a operou e vamos ver o que se segue. Mas parece ter tudo para correr bem.
Foram dias horríveis tanto aqueles em que ela esteve internada como os primeiros dias em casa.
Como se explica a um animal da nossa família que apesar de ela estar cheia de dores e em estado de choque tem de ficar num sítio que ela não conhece, com pessoas que ela não conhece e montes de outros animais a fazer barulho.
E quando vamos visitá-lo como se explica que nós não a abandonámos e não deixámos de pensar nela. Todos os dias quando a ía visitar ela tinha aqueles olhos triste de abandonada...dava cabo do coração...
Primeiros minutos não reagia, estava muito triste...
Mas depois acabava por se manifestar, dar turras, fazer ron rons e "amassar o pão" como nós costumamos dizer.
Quando veio para casa teve de comer por uma sonda via esófago... que não correu muito bem...
A sonda acabou por escorregar mais para o estômago e provocar uma irritação.
Passou os dias e noites a vomitar, além de ter sido sujeita a nova anestesia para colocar sonda no sítio. Sofreu bastante e nós por ela.
Fim de semana passado foi vivido assim a acordar de hora a hora para ver se estava tudo bem com ela, para limpar vomitado... Maridito também apanhou uma grande constipação que o deixou de rastos e depois eu... Apanhei uma infecção nos rins que depois ainda foi dar uma infecção respiratória... Acho que com todo o stress e cansaço as minhas defesas se foram...
As minhas análises de sangue ficaram de pernas para o ar...
Foi de doidos... Um ano depois e Outubro volta a ser um mês mau para nós...
Mas pronto o pior já passou (de longe) e agora é juntar forças para lidar com os dias que vêm aí...
Eu estou bem em geral e bem mais forte mas sem dúvida que a dor é ainda forte e díficil de ultrapassar completamente.
Hoje como à um ano foi um dia de sol que repeti o programa que fiz à um ano.
Nesse dia fomos dar um passeio na marginal, para ajudar na circulação do sangue, mal sabíamos que não era boa opção. Nesse dia exibi a minha barriga com orgulho mas já com medo...
Noo fim comemos castanhas.
Hoje quando fui com a minha nova amiga Wippa para a marginal passear e vi as castanhas a assar... nem sei o que que senti... uma lágrima escorreu. Mas só uma... fiquei tão desolada mas nem consegui chorar... Como é que passou uma ano se eu ainda sinto tudo tão próximo, que parece que foi à tão pouco tempo...
Mas pronto a vida segue, maridito longe, eu de volta ao trabalhinho amanhã, e os meus três amigos voltam a ficar sozinhos em casa.
A minha nova amiga Wippa está a adaptar-se bem e tem sido fonte de boas energias.
É um doce ser que sem dúvida veio alegrar as nossas vidas.
É pena os filhos ainda estarem tão longe...

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Há um ano o sonho começava a desmoronar-se...

Há um ano a ecografia morfológica revelava que o meu filho era pequenino.

Estava no percentil 25 e tinha o fémur curto.

Havia uma possível suspeita de síndrome de down ou outros problemas.

Fui encaminada para a MAC para fazer mais exames no dia seguinte.

Saí a chorar e fui ver o mar...

Com o vento frio na cara as lágrimas escorriam...

Sem saber o que se seguia comecei a duvidar...

domingo, 11 de outubro de 2009

ó vidinha complicada...

E quando eu penso que a vida se encaminha, mesmo num mês com muitas lembranças tristes, a minha gatinha aparece em casa com a mandíbula partida em 3 locais...
Está internada desde ontem à noite...daqui a bocado vamos vê-la e saber o que se segue...

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Mais um membro para a família


Aguardamos receber mais uma "menina" abandonada.
Há anos que desejamos ter um cão, para se juntar aos nossos gatos, mas a vida agitada não o permitia.
Esta "menina" conquistou o meu coração apenas pelas fotos e pela sua triste história e decidimos que era agora.
Espero que ela venha a ser muito feliz conosco.
Nestes dias tristes é bom ter mais uma Amiga.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Chegámos a Outubro...

Este é um mês muito muito difícil para mim...`
Há um ano no dia de hoje eu era provavelmente a Mulher mais feliz do Mundo.
Na semana que tinha passado, tinha chegado às 19 semanas e finalmente a certeza que já sentia o meu filhote a dar cambalhotas cá dentro.
Num casamento de uma Amiga de longa data eu exibia a minha linda barriga com muito orgulho.
Um longo vestido preto mas justo revelava a barriga que eu tanto queria mostrar.
Com Amigos de longa data eu partilhei a minha alegria e amei cada momento
Nessa altura eu achava que já nada podia correr mal, como é que poderia correr mal?como?
Passou um ano...
Quem diria...
A dor essa...é a mesma... só que aprendi a viver com ela e com ela choro quando estou sozinha...e com ela me escondo atrás dos meus óculos escuros... e continuo a viver...

terça-feira, 29 de setembro de 2009

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Mais um final feliz

Parabéns à minha amiga C pela chegada do seu Diogo com 2250g.
Depois de tanta luta ele chegou bem mesmo que pequenino.
Assim devia ser sempre.
Parabéns aos pais.

domingo, 20 de setembro de 2009

E a vida encaminha-se

Eu sei que a ausência tem sido grande mas é por bons motivos.
Ando "embrulhada" na tese e começei um part time :)
E diferentes reuniões de amigos tem-se repetido o que sabe muito bem.
Ando bem mais ocupada mas também mais animada.
Não sobra tempo para pensar em disparates percebem?
Já fizemos a 2ª entrevista para o processo de adopção que consistiu em testes de personalidade que correram bem (penso eu...).
Agora esperamos ansiosamente pela entrevista com psicólogo.
Já sonho com o dia que seremos pais mas também já sofro pelo tempo que vamos ter de esperar para sermos pais.
Mais triste fiquei hoje por saber que se entretanto tivermos um filho biológico a nossa espera por um filho do coração deve aumentar... Para mim não faz sentido mas parece ser o sistema que temos...

Até um dia destes espero que com mais notícias.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

"O copo está meio cheio ou meio vazio? "




Ainda faltam 2 meses de pílula ou...já só faltam 2 meses de pílula? :)
O que eu queria mesmo era engravidar já... :(

domingo, 30 de agosto de 2009

Dias felizes :)

São dias felizes aqueles em que para onde se olha se encontra boas notícias :)
Esta semana tem sido assim.
Depois de uma notícia tão pesada como saber que uma mãe sofrida pela perda de um filho voltou a perder mais uma vez o seu filho, sem explicações, e quando o parto já estava à espreita.
Começaram os dias em que as boas notícias se repetem e as mães de anjos com o seu coração apertadinho conseguem finalmente ter os seus filhotes nos seus braços.
Este mês já nasceu o Guilherme da Yeliel, o Luís da Celeste, o Francisco da Iwish, a Maria da Xana, o Tiago da Liliana e hoje estamos à espera do Afonso da Carina e da muito ansiosa tia Juannita. Assim é que devia ser.
Uma mãe deve puder receber o seu filho VIVO nos seus braços!!!
Nasceu esta semana também o Afonso da Gabriela de 34 semanas por estar muito pequenino. Infelizmente a mãe já foi para casa sozinha, sem o seu pequenino que ficou no serviço de neonatologia. Esta mãe teve uma gravidez muito stressante desde as 23 semanas com o mesmo diagnóstico que eu. Teve de passar por n ecos, ecocardiogramas e ressonâncias ao bébé. Mas já passou e cá está ele!!! Agora cá fora tenho a certeza que vai correr tudo bem. Força Gabriela!!
Parabéns a todas!!!! Fico muito felliz por voçês (mesmo muito, e muito aliviada que desta vez tudo tenha corrido bem).
Entretanto ontem também nasceu a Maria filha da minha amiga A.
Decidiu nascer de repente quando ainda ninguém a esperava, muito menos os médicos que a tinham acabado de ver nessa tarde. Nasceu de 35 semanas mas com 3,4 kg pronta portanto para a vida cá fora :) Teve de nascer de cesariana a malandreca porque não quis dar a volta.
Mas o mais importante é que está tudo bem com a mãe e com a filhota.
Muitos parabéns A!!!!
Nesta luta já avançada ainda andam mais amigas virtuais como a Paula e o seu Gabriel com 27 semanas e a Eduso com a Julia com 23 semanas. Força meninas!!!
Não me posso esquecer da minha amiga Rosaryo que semaninha a semaninha já chegou às 12 semanas o que é já uma grande vitória. A Rosaryo não é mãe de nenhum anjo felizmente mas tem também SAAF e tem uma história muito parecida como a minha. Tem por isso o coração apertidinho como se pode compreender. Espero que as histórias destas outras mães sofridas te dêm forças a ti Rosaryo para o resto da gravidez. E vamos acreditar :)
Tenho entretanto uma outra amiga real a C que vai vivendo um dia de cada vez já com 34 semanas mas com a consciência de que o seu pequenino pode nascer a qualquer altura pois está muito pequenino e o malandreco anda a comer pouco lá dentro... Mãe sofre...bolas!!!!
Força C!!!! Vai tudo correr bem!!!

E por fim desejo que todas as grávidas no mundo possam receber os seus filhos vivos e saudáveis no seus braços e ser muito felizes!!!! Ninguém merece a morte de um filho, ninguém...

sábado, 29 de agosto de 2009

Já só faltam 3 entrevistas


Pois é já só faltam 3 entrevistas.

A primeira correu muito bem :)

Gostei!!! Foi uma conversa bastante informal e levezinha.

Dentro de 1 semana e meia vamos fazer os testes de personalidade.

Ficou claro que mesmo esperando irmãos a espera pode ser bastante longa!!!!

A SSL é quem tem mais candidatos e menos crianças... :(

Se fossemos para a Santa Casa era outra coisa :S

A famosa lista nacional não funciona como toda a gente sabe, menos as pessoas responsáveis de topo...

As boas notícias são que em 3 meses devemos ter a nossa resposta de pudermos ou não vir a ser pais adoptivos.

10 meses

Passaram 10 meses...10 meses... :(

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Chegou o 1º esperado telefonema


Pois é chegou o primeiro telefonema da equipa de adopções para marcar a primeira entrevista.
E é já esta 6ªfeira :)

Estou tão nervosa...

Estou tão feliz assim como estou tão assustada.

Faz-me lembrar o dia em que descobri que estava grávida!!!

As emoções são muito semelhantes!!!!

E as dúvidas:
"e se não correr bem?"

Neste caso:
"E se não nos aceitarem?"

O medo é tanto... como foi à um ano quando a gravidez de barriga começou... e mais tarde tudo se desmoronou...

Torçam por nós.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Lisboa para "estranja"

Desde sábado que tenho um casal de amigos, ele inglês e ela holandesa e mais uma pequenina de 2 aninhos por minha casa de férias.

Vão ficar 2 semanas e ando a partilhar a beleza de Lisboa e arredores nesta temperaura amena que se instalou própria para passeio.

Tem sido também muito bom para mim para arejar e não estar sempre a pensar no assunto do costume...

Para já estão a adorar :)

Gosto tanto que gostem do nosso Portugal :)

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Dia a dia...

Já passaram 4 meses de pílula, faltam 2... como estará o quisto?

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Vida injusta

Hoje estou muito muito triste :(

Acabei de saber de uma menina da artémis que após ter perdido um filho às 33 semanas, perdeu agora outro filho às 37 semanas...

COMO??????
PORQUÊ????
PARA QUê?

Porque é que há pessoas que só nasceram para sofrer, uma atrás da outra?

É tão injusto :(

É tão horrível...

É um pesadelo dos piores :(

Estou muito triste e só me abetece chorar...

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Berlengas 2009

Foram apenas 4 dias mas muito bons.
Muito solinho, soninho, paz na companhia de bons Amigos.

Peixinho fresco para o jantar :)
E uma bela despedida com direito a golfinhos na viagem de volta e tudo.
Estas são fotos de amigos pois a minha máquina foi-se...
A lágrima esteve lá... na viagem (atribulada, já que o mar estava muito picado).
Ninguém notou já que a molha era tanta por causa das ondas que passaram por cima do barco.
Só o maridinho me apertou e comigo chorou.
Um ano atrás planeávamos esta viagem de ida às berlengas com o nosso pequeno.
Queríamos muito que ele mesmo com apenas 6 meses conhece-se o nosso paraíso.
Falámos muito sobre isso quando ele estava na minha barriga.
E foi usando imagens gravadas da berlenga na minha mente que eu lidei com a eco onde se pesquisava o que se passava de mal com o meu pequeno.
Com essas imagens na mente eu repetia para mim mesma: está tudo bem, está tudo bem, por favor está tudo bem...
Estas lembranças magoaram muito... mas a vida é mesmo assim... e vamos ter de viver sempre com estas lembranças.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Férias


Vou 4 imensos dias para as minhas mais que tudo Berlenguscas.
4 dias de sol, praia, campismo, gaivotas, pardelas, amigos e mais gaivotas.
4 dias sem internet, sem relógio, sem carros e sem àgua doce :)
ADORO :)

Até para a semana.
bjssss

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Vamos adoptar


A candidatura já está entregue.

O primeiro passo está dado.

Os 6 meses já estão a contar :)

domingo, 2 de agosto de 2009

O cromossoma do Amor


Acabei de ler o livro O cromossoma do Amor de Bibá Pitta e Inês de Barros Baptista.
Gostei muito, muito mesmo.
E recomendo a qualquer pessoa que vai ser mãe ou pai, biológico ou de barriga.
A ideia que tinha da pessoa conhecida Bibá Pitta não era a melhor sinceramente.
Para mim era só mais uma tia de cascais, e de resto eu não leio revistas côr de rosa por isso não sabia de nada. Sabia que ela tinha uma filha com trissomia 21 e ouvi a falar algumas vezes sobre isso, mas sempre achei sinceramente que ela falava demais, e que ela vivia uma situação priviligiada pelas condições monetárias e conhecimentos pessoais que tinha.
Aqui não me interessa se o que escreveu é verdade ou não (mas espero que sim) mas são muitas as mensagens importantes que envia no seu livro. O facto do livro ter o ponto de vista de várias pessoas da família, assim como médicos, professores e terapeutas faz com que diferentes visões da mesma realidade transmitam o que é viver com uma criança diferente.
Adorei e especialmente aprendi muito.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Planos

Pois é estou a fazer planos outra vez.
Ainda não falei com a médica e não sei o que querem fazer mas eu decidi esquecer a gravidez este ano. Estava a pôr demasiado stress por cima de mim.
Foi muito difficil tomar esta decisão já que a minha cabeça pensa em gravidez 95% do dia e as noites...continuam a ser dificeis.
Mas eu assim não estou bem.
Tenho de resolver isto dos quistos, tenho muito medo desta Gripe A que anda por aí dado que pertenço ao grupo de risco dos asmáticos e ainda por cima tive uma pneumonia grave à menos de 9 meses, e tenho uma fantástica tese ainda para entregar e defender.
Para me alegrar a candidatura para a adopção está pronta e vai ser entregue 2ªfeira.
Esperam-nos pelo menos 6 longos meses de avaliação.
Só espero que existam uns manos em condições de adoptabilidade à nossa espera :)

Estou mais animadinha não estou?
A vida podia ser muito pior. Estou a focar-me nas coisas boas.
Bjs para todos

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Um mimo :) que bom!!!!


Recebi este miminho de uma amiga a Maria, Obrigada :)

Como qualquer selo, tem as suas regras!
Cá vão:
1 - Exiba a imagem do selo, que acabou de ganhar- done
2 - Poste o link do blogue de quem a indicou- done
3 - Indique 10 blogues de sua preferência - done
Avise os seus indicados e publique as regras. (no...sorry)
4 - Confira se os blogues indicados repassaram o selo e as regras. (no sorry...)

E cá vão os 10 premiados:
http://oqueeojantar.blogs.sapo.pt/
http://sunfloweranddaisy2.blogspot.com/
http://horadoluscofusco.blogspot.com/
http://paullasurvivor.blogspot.com/
http://anossaesperanca.blogspot.com/
http://desabafosdaxana.blogspot.com/
http://activestresss.blogs.sapo.pt/
http://soraandsam.blogspot.com/
http://sonhoterumfilho.blogs.sapo.pt/
http://estrelinha08.blogspot.com/

bjs

terça-feira, 28 de julho de 2009

:(

Estou tristinha não vale a pena fingir...
O quisto não desapareceu... está mais pequeno mas ainda grande... e ganhei outro quisto mais pequeno no ovário direito...
Só para a semana tenho médica e só aí sei o que vou fazer.

Devo mesmo ter sido muito má noutra vida...

:(

segunda-feira, 27 de julho de 2009

É amanhã :)

É amanhã que vou saber que o meu quisto desapareceu né? :)
Torçam por mim.
Pensamentos positivos.
Bjsssssssssssssssssss

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Sonhar


No outro dia sonhei que estava a amamentar o meu filho pela primeira vez...
Foi tão lindo!!!! Gostei tanto...
Estava tão tão feliz! Não queria acordar nem por nada...

Hoje sonhei com o dia do parto.
Com o nascimento todo.
Mas pela primeira vez sonhei com uma experiência positiva.
Foi fácil e estava tão feliz. E amei abraçar o meu pequenino.
Mas mais uma vez não queria acordar nem por nada.

Finalmente é bom dormir mas é tão díficil acordar e voltar à realidade :(

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Crise dos 30

(imagem retirada da net)

Anos atrás foram os amigos homens que passaram por este fase.
Desde a vontade de usar os famosos ténis all star que se esqueceram de usar na adolescência, ao regresso à night para ficar com os copos para mostrar que ainda eram jovens tudo voltaram a experimentar. Depois lá conseguiram perceber que aquilo era simplesmente estúpido e deixaram-se disso.
Mas o medo da perda da juventude ainda lá ficou e decidiram ter outro tipo de experiência.
Manter a vida que tinham mas viver outra vida paralela.. E isto para quê?
Porque sim... para ser diferente, para se sentirem vivos, para viverem uma aventura, para se sentirem com poder sei lá...
Tudo com medo que a vida passe por eles e eles não estejam a aproveitar o suficiente...
Tudo na vida acaba-se por saber e acabam por ter de decidir crescer, enfrentar as responsabilidades e assumir a vida que têm e no fundo querem ter com altos e baixos como toda a gente.
Outros não, e optam por viver a vida de aventuras mas no fundo sozinhos...e a felicidade nem sempre lá está... Mas assumem que não conseguem viver a vida doutra maneira e temos é que aceitar.

Agora são as amigas...
Quase que parece que ser apenas casada e com filhos não tem piada...
Querem ir para a borga, querem apanhar uma piela, querem dar nas vistas e se calhar porque não dar também uma facadinha?

"Se eles podem porque é que nós não podemos?"

É que não é porque queiram realmente essa vida, mas querem como que se vingar dos maridos que não abdicaram das suas vidas quando casaram.

Falar?

Para quê?

Ele que perceba. E é se quer. Porque se não quer também não quero saber...

E os filhos?

Estão com a minha sogra. Ela cuida deles. Ele também não se importa...

Antigamente as mulheres trabalhavam em casa, enquanto seus maridos trabalhavam fora e eram eles que sustentavam toda a família.
Com os tempos a mulher percebeu que havia todo um mundo lá fora e que queria experimentá-lo. As mulheres começaram a estudar e a entrar em todo o tipo de profissões.
Passaram a dominar muitos dos cursos em areas de ensino e saúde.
Conseguiram ser economistas e até Engenheiras civis.
Para aquelas que não queriam estudar tiveram que bater mais com a cabeça nas paredes mas hoje são taxistas, condutoras da carris e até mineiras.
Provou-se que a mulher é capaz de realizar actividades tidas como "masculinas".
Com emprego e como consequência um salário tornaram independentes financeiramente.
As mulheres deixaram de manter casamentos só por razões económicas.
As relações começaram a ser mais verdadeiras (ou não!) mas mais famílias se quebraram, com o divórcio, os filhos de pais divorciados, as mães solteiras mas também os 3º e 5º casamentos, como que procura constante pela felicidade que não encontram em si.
Hoje percebe-se só o dinheiro e a carreira não são suficientes para fazer uma mulher feliz.
Falta tempo, falta ter tempo para construir o amor verdadeiro.
Falta um companheiro, um lar, uma família a sério.

A mulher não quer voltar a ser obrigada a ser dona de casa.
Quer fazer o que gosta, ter uma carreira, quer ser reconhecida.
O homem quer trabalhar no que gosta quando quer (e ter tempo para ir à bola!!).
Só que trabalhar em excesso gera stress, casais sem tempo para se dedicar a uma relação e pais ausentes, que deixam filhos inseguros e por vezes até revoltados.

A outra solução para a mulher que já muitas aceitam como a única opção é deixarem de ter filhos. Querem ser alguém, não querem que ninguém as faça ficar para trás.
Os homens já não o fazem, por isso agora deixa-se de se ter "apêndices" que só dão é trabalho.
Viram o que as mães viveram, sofreram, abdicaram e não querem ser assim.

Então querem ser o quê?????
Porque não se leva um dia de cada vez?
Porque não se fala com o companheiro?
Porque não se partilham os sonhos com o companheiro para que ambos possam ser felizes?
Porque se abdica de viver em função de terceiros, quando os terceiros nem sequer sabem ou escolheram essa opção?
Porque se faz fretes?
Porque é que não se abre o jogo e se vive em mentira até ao dia da explosão quando já não há amor suficiente para se aguentar os fretes?
Porque é que não sabemos ser verdadeiros e Amigos dos nossos companheiros?
Porque é que queremos ser super mulheres?

Não dá. Não dá.

Temos de tomar opções e viver com elas. Um dia de de cada vez.
Mas não deixar de sonhar.

( e eu tenho de deixar de me stressar com os stresses dos outros)

quarta-feira, 22 de julho de 2009

A vida

(retirada da internet)

A vida é muito complicada mas acho que há pessoas que gostam de complicar a vida.
Isso irrita-me, desculpem...
Alguém conhecido dizia um dia destes que as pessoas têm de sofrer na vida para dar valor às coisas. Eu a ouvir isto disse logo que não concordava, pois conheço pessoas lindas interiormente que felizmente não tiveram grandes traumas.
Mas olhando para outras pessoas fico a pensar que não sabem dar valor às coisas que têm, e não sabem viver e se calhar não lhes fazia mal passar por alguns azares para ver se acordam para vida. Mas custa-me dizer isto porque eu não desejo nem nunca desejei mal a ninguém.
Por favor tirem um hora que seja por semana para pesarem as coisas más e as coisas boas que têm na vida e reavaliarem a vossa vida. Olhem ao espelho e digam em voz alta o que pensam.
E vão ver que se calhar a vossa vida não é assim tão má.

sábado, 4 de julho de 2009

Obrigada




Venho dizer Obrigada! Obrigada pelos vossos mimos, pela partilha das vossas vivências das vossas ideias, pelos vossos comentários que me fazem também pensar.
É bom também saber que não estamos sozinhos.

Eu estou em reconstrução.
Ainda não estou bem mas sei que não é assim que quero continuar.
Tenho tido muito apoio psicológico e apesar de ainda não me sentir bem nesta vida, sei que tenho uma vida boa e muitas alegrias estão à minha espera.

Lendo os meus posts por vezes penso no que os outros pensam quando me lêm.
Coloquei-me então do outro lado, como leitora.
E ultimamente sinto-me farta dos meus posts... sempre a mesma melancolia, a mesma tristeza, a sempre a mesma história... E a verdade é que não me reconheço nestes posts...

Eu não sou assim, não sou pessoa para ficar a olhar para trás.

Sou uma pessoa que AMA a vida e que anda sempre a fazer planos.

Porque os deixei de fazer?

Porque é que a minha vida parou? Porque é que eu deixei?

Passaram 8 meses... Há 8 meses que eu não tenho vida...

Como é que uma pessoa que AMA tanto a vida deixa a vida passar por ela e não a agarra?

Por isso sei que tenho de mudar.

Mas é ainda a chorar que digo isto. Mas eu vou agarrar a vida.

Eu quero VIVER e voltar a sorrir com o coração.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Procura-se lição de vida...

Ainda acerca da última consulta de psicologia foi-me pedido que tentasse encontrar algo de positivo, ou construtivo que eu posso tirar desta experiência terrível que passei.
Este exercício foi por acaso algo que sempre fiz ao longo da minha vida, de modo a crescer como pessoa e, de certa forma, tornar algo negativo em positivo.
E posso dizer que até hoje, eu consegui, até mesmo da morte da minha mãe, eu consegui tirar algo positivo.
Por muita dor que seja perder uma mãe, eu ganhei uma relação especial com o meu pai, que possívelmente nunca teria de outra forma.
Eu cresci e aprendi a dar muito muito valor à família que muitos adolescentes com a minha idade não davam. Isto entre outras.
Voltando à perda do meu filho... já é outro assunto... eu tento tirar algo que possa ajudar-me a crescer como pessoa mas sinceramente ainda não consigo...
Talvez ainda seja cedo... ainda dói muito...
Mas o que sinto hoje é que esta perda gestacional levou a uma perda na auto-estima muito grande. Hoje acredito menos em mim e sou menos positiva do que era à um ano atrás...
Eu sei isto...e sei que não é bom...mas ainda não o consegui mudar...
Dizem-me para me agarrar ao facto de "que bom foi ter vivido 23 semanas como o meu filho"...
"Que bom foi ter sentido o meu filho mexer durante 4 semanas"... não consigo...
Aquele movimento do meu filhote foi uma das coisas que mais me custou deixar de sentir... Aquela falta de movimentos que já indicava que o meu pequenino já não tinha vida e que me deixou sobressaltada mas que não foi sinal de alarme para mais ninguém além do meu coração de mãe... dói dói dói e não me deixa mais calma...

Ando portanto ainda à procura da minha lição de vida desde episódio triste que tive de viver.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Amizade e Amor definidos numa foto



'Aprendi que um homem só tem o direito de olhar outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se'.
(Gabriel Garcia Marques)

Email recebido da minha Amiga Mafalda que partilho com todos.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

De volta mais animada

Peço desculpa pelo último post mas realmente estava mesmo em baixo.

As feridas ainda estão abertas e qualquer coisa mesmo que pequenina é suficiente para me deixar em baixo.

Tive consulta de psicologia e chorei chorei chorei e chorei...

Pensando só com a cabeça sei que é quase ridículo continuar a chorar assim, mas o meu coração por vezes fica tão tão apertadinho que a lágrima não se aguenta...

Possivelmente este foi mais um marco triste que tive de passar e dado a situação do maridito fiquei mesmo em baixo. Pois, neste sábado, dia 20 de junho fez exactamente 1 ano que descobri que estava grávida. O dia mais estranho da minha vida.
O dia em que fiquei em pânico e feliz como nunca tinha estado.
Medo medo medo e mais medo mas muita muita muita esperança era eu à 1 ano...
Mal sabia eu o que se iria passar :(

Na conversa com a psicóloga também surgiram dúvidas sobre o modo possivelmente doentio com que eu vivi a passada gravidez. Sem tirar importância a uma qualquer gravidez, eu possivelmente coloquei esta gravidez numa posição demasiada elevada e talvez por isso seja ainda mais díficil de aceitar a perda...
Foi-me dificil ouvir isto e pensar nisso... Ainda não sei bem o que penso sobre esta ideia...
Mas é possivelmente uma das lições a tirar para uma nova gravidez.

Palavras do médico que me segue diz que há uma depressãozita a tentar instalar-se e por isso estive esta semana fujida a tentar fazer tudo o possível para ela não me apanhar.

Desporto, solinho, comidinha boa, miminho foram os meus amigos desta semana.
E estou mais animada.

Desculpem Amigos se vos preocupei.

Eu não desisti de lutar.

Martense

quarta-feira, 17 de junho de 2009

triste...

(imagem retirada da internet)

Hoje já não consigo dizer mais nada...já estou cansada de chorar...
As palavras magoam. As vivências magoam. Tudo magoa.
Palavras ficam para outro dia.
Estou cansada desta tristeza que teima em ficar.
:(

terça-feira, 16 de junho de 2009

Música do festival da canção 2009

Já à muito que estava para a colocar aqui.
Acho que se vê que é português e bom :)

Adoro a sonoridade :)

segunda-feira, 15 de junho de 2009

De volta à adopção

(Retirado de um blog amigo http://oqueeojantar.blogs.sapo.pt/)

Recomeçamos a juntar toda a papelada para entregarmos o mais rápido possível.

Há um ano tinha todo o processo pronto a entregar até que descobri que estava grávida...
Este ano não há surpresas...

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Vida

Ando numa fase da minha vida em que quando acordo de manhã já não sei onde estou...
Portugal? Espanha?

Com as mazelas do maridito agora andamos sempre para lá e para cá.
Dado que ele não pode conduzir, tem de trabalhar em Espanha, e tem de ser visto pela médica que o operou em Portugal...
Depois junta-se as minhas análises quizenais... e é uma loucura!!!
Sinto que o banco do carro está aqui está a ter a forma do meu rabo, que com a falta de tempo para o ginásio está cada vez mais quadrado
:(

Mas pronto... Tento pensar positivo: já só faltam 3 semanas disto...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Eleições

Outra coisa que muito me irrita são as pessoas que passam a vida a falar mal do governo, das políticas, da crise e quando chega o dia de manifestarem a sua opinião : nicles... a praia parece melhor opção.
Votar é um direito mais do que um dever.
Um direito que muitos lutaram para nós o pudermos ter.
E as mulheres ainda pior, dado que esse direito ainda foi mais dificil de obter.
Se as pessoas na hora de dar a sua opinião e modificar um bocadinho o que se passa no país não são capazes de tirar 15 minutos do seu dia para assinalar uma opinião, como é que acham que têm o direito de falar de que as coisas estão a ser mal feitas.
A abstenção como lhe chamam podia ser uma partido que ganhava sem luta.

Existem 16 partidos:
BE - Bloco de Esquerda
CDS-PP - Partido Popular
PCP - Partido Comunista Português
PEV - Partido Ecologista "Os Verdes"
PPD/PSD - Partido Social Democrata
PS - Partido Socialista
PCTP/MRPP - Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses
PDA - Partido Democrático do Atlântico
PH - Partido Humanista
POUS - Partido Operário de Unidade Socialista
PND - Partido da Nova Democracia
PNR - Partido Nacional Renovador
MMS - Movimento Mérito e Sociedade
MEP - Movimento Esperança Portugal
MPT - Partido da Terra
PPM - Partido Popular Monárquico

Se nenhum deles vos diz qualquer coisa, das duas uma:
- ou nem sequer se deram ao trabalho de saber o que estes partidos defendem.
-ou então as suas ideias são mesmo diferentes e deveria arregaçar as mangas e formar um novo partido.

Agora dizer : Ah políticos??? eles são todos iguais...
É o mesmo que dizer que todos os professores são uma me...
Não existem médicos bons.
Todos os homens são pedófilos.
Todas as sogras são umas bruxas.
E o prémio nobel da paz devia ser extinto!!!!!

Quem não acredita que é possível realmente fazer as coisas bem neste mundo se calhar deveria rever o seu próprio comportamento e pensar no que contribui para este mundo.

Eu votei em todas as eleições e referendos.
Acho que é um acto muito importante para quem vive em sociedade e nunca me sentiria bem comigo própria se não votasse. Vivi 4 anos em Inglaterra e vim a todos os actos eleitorais e referendos. Com alguma antecedência via quando eram as eleições e marcava um fim de semana para ir a casa para essa altura.
Agora a viver meio em Espanha é mais fácil, mas igualmente importante.
Portanto no domingo lá peguei no carro depois do almoço e 320km depois lá estava eu a votar.
Votar bem? Não tenho a certeza. Mas pelo menos acho que sim e estou bem comigo.

Pensem bem.

sábado, 6 de junho de 2009

O ser tradição não significa que não é mau

Algo que implica muittttoooooooooooooo com os meus nervosssssssssssss, e que nunca vou compreender ou aceitar qualquer desculpa.

Para mim é e será sempre um ABUSO.

Mas faz bem comparar.

Faz bem pensar melhor.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

O abraço sentido entre espécies diferentes

A senhora do vídeo salvou um leão à 6 anos atrás, quando o mesmo se encontrava quase a morrer. Quando o leão ficou bom, a senhora arranjou maneira que este fosse para um zoo.

Vejam o reencontro deles :)

Este era um dos meus sonhos de miúda, abraçar um leão ou um leopardo :)

ADOREI!!!!

quinta-feira, 4 de junho de 2009

SAAF ou APS ou Hughes syndrome

O SAAF (sigla em português) ou o Síndrome dos anticorpos antifosfolípidos (em português) ou APS (sigla em inglês) ou Antiphospholipid syndrome são tudo nomes para a mesma doença. Uma doença autoimune apenas descoberta à 25 anos que me foi diagnosticada em 2001 quando tinha 24 anos. Desta doença tenho felizmente apenas 2 memórias, mas infelizmente muito tristes : uma trombose venosa profunda na perna direita seguida de uma embolia pulmonar em Agosto de 2001 e a perda do meu filho em Outubro de 2008.
Este último não tivemos (nem vamos ter...) a confirmação que foi por causa do SAAF...
Fica aqui um filme da associação inglesa desta doença explicando o que é, e as possíveis consequências da falta de um diagnóstico.

domingo, 31 de maio de 2009

33 anos

Hoje faço 33 anitos...

Dia com emoções muito estranhas...

Imaginava eu viver este aniversário já com o meu bébé nos braços....

Mas ainda não foi desta :(

terça-feira, 26 de maio de 2009

Nova ausência...

Peço desculpa... mas o azar gosta (mais vai deixar de gostar...ai vai vai) de nos bater à porta...

O meu maridito partiu um dedo na semana passada a jogar à bola...parecia simples mas logo nos disseram que não era assim tão simples...o que aconteceu foi que o tendão foi tão puxado que trouxe um fragmento do osso atrás... Até para nós que não percebemos nada conseguíamos reconhecer num RX à distância que havia algo de muito errado com aquele dedo...

Diagnóstico: a articulação estava comprometida e para a tentar salvar ele teria de ser operado...

Lá em casa quem costuma ser cliente habitual de hospitais sou eu... e é muito estranho mudarmos de papel... e sinceramente prefiro de longe ser eu a doente...
Nunca uma operação me stressou tanto...

O meu maridito tem uma tia que infelizmente morreu numa sala de operações numa cirurgia muito simples à vesícula por uma má reacção à anestesia... e era o que mais nos vinha à cabeça...

Eu quase que implorei para que a anestesia fosse apenas local. O que felizmente acabou por ser.
Eu tentei ser MUITOOOOOOOOOOOO positiva mas tive MUITOOOOOOOOOOOO MEDO.
Fui muito forte pelo maridito mas por dentro estava completamente de rastos...

Eu só pensava que tinha perdido o meu bébé à 6 meses numa altura em que eu me tinha convencido que isso não podia acontecer ... numa altura em que quando os problemas começaram eu só dizia para mim que o meu bébé é que tinha decidido nascer, já que a gravidez não tinha sido planeada. Por isso nada nem ninguém o puderiam roubar de mim.
Eu ACREDITAVA vivamente nisto!!!!! Talvez por isso o choque ainda tenha sido maior...

Desta vez apesar de ser um ferimento pequeno, senti o meu coração MUITO apertadinho e não conseguia acreditar em nada...

A operação correu bem felizmente, apesar de para ele ter sido também muito complicado.
Ele não está nada habituada a estas coisas de hospitais felizmente, e estava verdadeiramente nervoso... A anestesia custou muito a pegar...e eles começaram a cortar e ele sentiu tudo... nessa altura decidiram aumentar ainda mais a anestesia e felizmente deixou de sentir.
Mas ele também é muito sugestionável e o estar acordado durante uma cirurgia não é fácil... A tenção arterial dele subiu a 19-10...
Quando me chamaram pós operação, e o vi ... ai meu Amor... já passou...

Foram uns dias difíceis... e o pós operatório bastante doloroso. Felizmente o pior já passou.
Agora são 4 semanas de imobilização.

sábado, 23 de maio de 2009

Estudo sobre perda gestacional


Se já perdeste um bébé, independentemente do tempo de gravidez manifesta-te no estudo : 

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Como se despe um chinês e um espanhol :)


Deve ser a única vez que gostei de ver imagens de uma tourada:

TOMA!!!!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Parabéns Xana

Ai que quase que me esqueciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...
Queria aqui deixar os Parabéns a uma Amiga Emigra :
Parabéns Xanusca :)
Desejo-te um dia muito feliz e uma vida cheia de alegrias.

De mãos dadas pelo Mundo

Olá Amigos,

Porque o Mundo que temos hoje depende em muito de todos nós e da coragem e força que alguns de nós tem para arregaçar as mangas e defender certas causas, venho primeiro que tudo partilhar a existência de uma nova associação – Associação Meninos do Mundo, criada no fim de 2008.

O lema desta Associação é :
Uma criança é uma criança em qualquer parte do mundo!

O que quer esta associação é que todas as crianças tenham o direito a uma família e para isso ajudam na Adopção Internacional.
Neste momento a Associação Meninos do Mundo, com o objectivo de obter fundos para a construção de um Centro de Apoio para crianças na ilha de Santo Antão em Cabo Verde, lançou a Campanha “De mãos dadas pelo Mundo”.
Esta Campanha consiste na venda de T-Shirts cujos fundos angariados reverterão para a construção da infraestrutura acima mencionada.
As T-Shirts em causa, cujo custo é de €10, serão produzidas nos tamanhos abaixo indicados:

Referência Tamanho (*) Idade Criança
1 138 cm / 28 cm 2/3 anos
2 41 cm / 32 cm 3/4 anos
3 46 cm / 35 cm 5/6 anos
4-5 50 cm / 41 cm 7/8 anos
6-8 54 cm / 43 cm 9/10 anos
10-12 60 cm / 46 cm 12/14 anos
(*) Altura / Largura

Tamanho Adulto
Small , Medium , Large , XL

Esta iniciativa resulta de uma parceria com a empresa “Grão de Bico” (http://www.graodebico.pt/) que concebeu as T-Shirts.
A mensagem que se pretende fazer passar com a mesma é a de que UMA CRIANÇA É UMA CRIANÇA EM QUALQUER PARTE DO MUNDO.

Para este efeito, não só contribui a imagem criada especialmente para a Campanha como o facto da frase estar reproduzida em diversas línguas (Português, Mandarim, Inglês, Hindi, Espanhol, Árabe, Francês e Zulu).
Para mais informações acerca da Campanha “De mãos dadas pelo Mundo” bem como do mencionado Centro de Apoio, poderão consultar o site em http://www.meninosdomundo.org/.

Considerando a proximidade do Dia Mundial da Criança, aqui fica esta mensagem para o caso de estarem interessados em adquirir as T-Shirts, pedindo ainda a vossa colaboração no sentido de divulgarem esta Campanha pelo maior número de pessoas possível.

São só 10 euros para nós, mas muitos 10 euros juntos são de grande importância para estas instituições tão necessitadas.
Eu não sou da Associação mas conheço as pessoas envolvidas no projecto, que são pessoas sérias, pais biológicos e adoptivos com uma preocupação pelo bem estar geral de todas as crianças.

Fico à espera do vosso apoio,
Um Abraço,

Martense

Palavras para quê :)