terça-feira, 20 de dezembro de 2011

meu filho Miguel

Como é que se explica a alguém a dor da saudade de um filho que nunca conhecemos fora da nossa barriga?
Não sei explicar...
Nem a mim própria sei explicar ou mesmo perceber...
Perder um um filho, mesmo que para alguns seja apenas um feto, deixa um buraco que nem nada nem ninguém consegue preencher. E de vez em quando dá aquele aperto...
Uma palavra, uma imagem num contexto muito diferente, fazem tudo voltar ao de cima, como se tivesse sido ontem...
Hoje foi um desses dias...
As lágrimas a correr pela cara, com uma força que parece que acabou de acontecer tudo outra vez.
Um soluçar sem fim...
Um desespero que se apodera de mim...
Procuro o meu Gonçalo, preciso de o agarrar, aperto-o junto ao meu peito com muita força.
Ele não diz nada.
Fica encostado ao meu peito como a perceber que eu preciso do miminho dele neste momento.
É ele que me acalma, sem me fazer perguntas...
E com ele ao colo acendo uma vela ao Miguel e mando um beijo para o céu, dizendo que nunca o vou esquecer e que o amo muito.

domingo, 18 de dezembro de 2011

O nascimento prematuro do Gonçalo - 3-parte

No segundo dia estava tudo bem comigo e fui "libertada" para a enfermaria.
Fiquei a primeira noite num quarto de apenas 2 mães, em que ambas não tínhamos os nossos bébés ao pé de nós. Foi bom porque nos apoiámos bastante. Depois da mudança para a enfermaria tive finalmente liberdade para ir visitar o meu filhote quando quisesse.
Ainda a recuperar da cesariana não era muito fácil porque o serviço de neonatologia ainda é longe da enfermaria.
Mas sempre que conseguia lá ia eu.
Entrei também noutro mundo, o mundo da amamentação sem bébé...
O Gonçalo com apenas 31 semanas de gestação não sabia mamar...mas por ser pequenino precisava do leitinho da mãe mais do que tudo.
Fiquei nessa altura a saber que o leite de mães de bebés prematuros é ainda mais rico do que os das mães de bébés de termo durante pelo menos 15 dias. Como a natureza é esperta!!!
Tive de aprender a estimular o peito e tirar o leite com uma máquina própria para isso.
Na MAC existem essas máquinas disponíveis nas enfermarias assim como kits esterilizados para "receber" o leite. E no segundo dia mesmo após uma cesariana consegui tirar uns 20ml de leite para levar ao meu filhote.  :)
Lá fui eu toda orgulhosa entregar o leitinho na unidade quando soube que o Gonçalo não estava ainda pronto para receber o meu leite. Precisava de uns dias...
Fiquei tristinha mas percebi que ele tinha um tempo diferente do meu...
Continuei a tirar sempre que podia para armazenar este leite que iria ser precioso para o meu menino quando o tempo dele chegasse.
Aqui percebi que entrei num mundo completamente desconhecido para o qual nenhum curso de preparação para o parto e amamentação nos prepara...
Felizmente o ambiente na MAC é muito amigável e não foi muito dificil perceber como tudo se processava.
Nos primeiros dias eu não estava bem em mim, acho que tinha muita adrenalina a circular no meu sangue, mais provavelmente muita oxitocina, porque eu sentia-me MUITO BEM.
Eu sentia-me pronta para tudo. Eu não me lembrava praticamente que tinha sido operada, isso era secundário. Eu só pensava no meu filho que estava finalmente cá fora e que agora iria correr tudo bem.
Ao segundo dia de vida do meu filho começaram os sustos... Começou com episódios de taquicardia de mais de 300 batimentos por minuto... sem razão aparente...
Foi chamada uma cardiologista pediátrica da cruz vermelha para avaliar.
Felizmente esta não encontrou nenhum problema fisico que justificasse o problema.
Podia ser só um coração prematuro a "portar-se" mal...Infelizmente voltou a repetir estes episódios, a deixar o pessoal de enfermagem em pânico, o que não nos deixa a nós pais muito descansados...
Cardiologista voltou a ser chamada... E após mais alguns episódios medicou por precaução o Gonçalo e felizmente nunca mais voltou a ter nenhum episódio... Ainda hoje faz medicação e é seguido na Cruz vermelha que têm sido 5 estrelas connosco.
Está com a mesma dose desde que começou a medicação, ou seja aos poucos está a fazer o desmame, já que com o aumento de peso a medicação acaba por ser cada vez menos.

Ao 4ºdia depois de muito implorar tive alta.
A cicatriz ainda estava a libertar liquido  e estavam com medo...
Eu prometi que se o penso ficasse sujo eu iria às urgências no dia seguinte.
Eu sei que o mais normal talvez fosse eu querer ficar ali, mais perto do meu filho.
Mas eu precisava da minha casa. É que eu já estava internada antes mesmo do meu filho nascer, eu estava cansada de hospital, precisava do meu ambiente, das minhas coisas, dos meu horários e o meu maridito também precisava de mim, e eu dele.
Foi óptimo ir para casa naquela 6feira ao fim do dia.  Ainda fomos à procura de um sitio para comprar uma máquina para extrair leite para eu continuar a estimulação em casa e garantir que não faltava leitinho para quando o meu filhote precisasse. Sábado e domingo foi mais para o descanso. Quando eu cheguei a casa é que eu me lembrei que tinha sido operada de barriga aberta e que ainda não conseguia fazer tudo aquilo que eu queria...
Só fomos ver o Gonçalo à tarde porque eu também não aguentava muito tempo lá, não tinha posição para o corpo.
A partir de 2ºfeira comecei a ir de manhãzinha. O meu maridito foi trabalhar mas antes às 7h da manha estavamos com o nosso filhote mais lindo :) O pai foi trabalhar inspirado com as imagens do seu filhote. E eu fiquei pela MAC a perceber como tudo funcionava. O Gonçalo fazia 1 semana e continuava nos cuidados intensivos, mas já se falava numa possivel passagem aos cuidados intermédios.
(continua)

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Um beijo até ao céu

3 anos que te perdi Miguel...
Gostava tanto de te ter conhecido lá fora.
3 anos de muita dor, de muita saudade daquilo que não vivemos mas que sonhámos viver.
Nunca te esquecerei meu amor pequenito.
Protege o teu mano aqui na terra.
16 anos sem ti mãe...
O que dizer...
Há tanta coisa para ser dita, tanta coisa que ficou por dizer...
Não tivemos tempos para resolvermos as nossas diferenças...
Desculpa mãe... Sinto tanto a sua falta...mas é mais fácil não falar disso...
Será mais fácil? Não... Passaram 16 anos e a dor continua aqui e continua tudo por resolver...
Toma conta do meu filho por mim. Dá-lhe amor que eu não tive tempo para dar.
Protege o meu filho cá na terra.
É o meu filho que ilumina o meu caminho.
Tenho saudades...
A minha vida teria sido tão diferente com voçês perto de mim.
Um beijo até ao céu para os 2.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

O nascimento prematuro do Gonçalo : 2ª Parte

Pois e tínhamos ficado no ponto:
" A cesariana é daqui a 1 hora"
Pois eu tinha-me esquecido de dizer que a noite tinha sido horrível...
Os ctgs não estava bons e o Gonçalo não reagia a nada doce que eu comia...
As enfermeiras obrigaram-me a comer um cupcake, 1 leite com açucar, 1 chá carregado de açucar e nada...
Eu comecei a stressar...
E a verdade é que o número de movimentos estava claramente a diminuir... estive a noite quase toda acordada à espera que ele se mexe-se... ainda falei com enfermeira que chegou a falar com uma médica mas esta acho que não se justificava ir ver-me...
Só mais para as 6h da manhã é que o senhor Gonçalo voltou aos chutos mais normais e eu adormeci... O pai passou a noite também em claro, em pânico sempre à espera de notícias minhas ...
De manhã quando me disseram que a cesariana seria dali a 1 hora, eu tinha acabado de dizer ao meu marido que estava tudo bem e ainda não ira ser naquele dia, e ele ainda estava na cama a pôr o sono em dia e a relaxar pois só podia ir ter comigo à MAC lá para as 14h.
Eu voltei a telefonar-lhe e a dizer que a era AGORA!!! daqui a 1 hora!!!
Ele diz que deu um salto da cama vestiu-se e veio ter comigo o mais rápido que pode para ver se ainda me via antes de entrar para o bloco.
Eu depois de desligar o telefone desatei a chorar... era mesmo o dia...
Por um lado era bom que ía finalmente conhecer o meu filho e sair deste desassossego de não saber se o meu filho estava bem.
Mas por outro a dúvida se ele estaria forte o suficiente para sobreviver cá fora...
Fui tomar um banho para relaxar um bocadinho.
Prepararam-me para o bloco, puseram-me a soro e lá fui eu pelo meu pé agarrada à minha barriga para o bloco. Mesmo à entrada do bloco apareceu o meu marido...
Foi óptimo. Eu precisava muito dele ali. Voltei a chorar. Trocámos miminhos.
E dissemos: VAI CORRER TUDO BEM!!!!
Ele ficou cá fora à espera.
Lá dentro discutiu-se epidural/anestesia geral...
Eu sabia que tinha muitas hipóteses de ter de ser geral, e já estava psicológicamente preparada.
A anestesista veio com cuidado explicar-me que tinha mesmo de ser geral por causa dos meus riscos por tomar lovenox. Eu disse-lhe que já sabia e que não havia problema.
Lembro-me de prepararem tudo, de ver médicos e todo o pessoal a pôr batas e máscaras e luvas.
Sincronizaram-se todos e a anestesista começa a contar e eu já não me lembro do 3...
Quando acordei, a sensação de voltar a sentir o corpo, e ainda por cima um corpo dorido foi horrível mas melhorou, parecia que ía vomitar, estava muito mal disposta, mas logo a seguir melhorei.
A anestesista (acho eu...) falou comigo.
Eu perguntei se o bébé estava bem e quanto pesava:
"1365g"!!! E lembro-me de pensar : Boa, é mais do que pensávamos!!!
Alguém disse : "e nasceu a chorar!!!"
(Penso que foi porque quando me estavam a preparar eu tinha perguntado se ele tinha possibilidades de nascer a chorar.)
A seguir apaguei e não me lembro de grande coisa...
Acho que vi o meu marido e falei com ele a caminho dos cuidados intensivos mas não me lembro grande coisa... e apaguei...
Segundo o meu marido foi tudo muito rápido.
Eu entrei para o bloco já eram 11h20, e o meu filhote nasceu às 11h34.
Saíu pouco depois para os cuidados intensivos dos prematuros.
Aqui tenho uma parte que não vivi...e que me custou muito lidar com isso mais tarde...
A chegada do meu filho... e eu estava a dormir... e levaram-no para longe de mim... e não havia nada que podíamos fazer...
Queria tanto um parto normal e receber no meu peito o meu filho tão desejado...
Mas não... tinha que me contentar com a 2ª hípótese...
Soube depois também que o Gonçalo tinha realmente nascido a chorar mas que depois tinha se ido abaixo e que tiveram que o reanimar... :(
E foi por isso também que teve de ser ventilado...
Quando recuperei melhor da anestesia deixaram o meu marido vir ver-me.
Que bom.
Trouxe-me fotos do nosso filho mais lindo!!!!
Poucas horas depois quando a anestesista veio ver-me, disse que estava tudo bem.
Chamou um obstetra para me ver, que disse que eu estava muito bem e que por ele podia ir para a enfermaria. Mas a obstetra que me fez a cesariana disse que preferia que eu passa-se a noite nos cuidados intensivos, para ser mais vigiada, em relação a possíveis hemorregias.
Ok... se tinha de ser... implorei então se não podia ir só espreitar o meu filho, e lá me deixaram de cadeira de rodas :)
Que lindo!!! E que grande!!!
Claro que ele era pequeno, mas era maior do que eu o tinha imaginado, mas era muitooooooooo magrinho tadito...
Segundo os enfermeiros estava estável, e agora era levar... 1 hora de cada vez...
As primeiras 24h eram muito importantes...
Que medooooooo...
Eu estava tão tão cheia de adrenalina...tão excitada com aquilo tudo... ainda não estava bem em mim...
Ainda demorei uns dias a perceber o que se estava a passar emocionalmente...
Muitas vezes tive dificuldades em perceber que aquilo estava mesmo a acontecer e que já eramos pais de um menino além de um anjo.
Ao lado do meu filhote estava uma pequena de 600g a lutar pela vida, tinha nascido com 24 semanas com mais uma mana.
Ficámos a perceber que o nosso filho ainda não estava a salvo mas tinha as estatísticas do lado dele.
Mas que não podíamos fazer planos... ele podia ter de ficar ali umas semanas ou uns meses...e isto eram as boas notícias...
A unidade de cuidados intensivos da MAC é 5 estrelas.
Dividida em quartos, "salas", cada bébé tem a sua, com paredes de vidro.
Os pais podem ter um bocadinho de privacidade com o seu filhote.
E está 1 enfermeiro para cada 2 bébés.
Os enfermeiros são espectaculares.
E apesar de não falarem do futuro o que nos custa muito, saõ muito cuidadosos em tudo.
Com os bébés são 5 estrelas.
Tentam logo que os pais se envolvam a cuidar naquilo que é possível dos filhos.
E tentam mostrar que eles são mais fortes do que nós pensamos.
O Gonçalo ficou ventilado só esse dia, à noite tentarm tirá-lo do ventilador e conseguiram com sucesso. Ficou então com outra maquineta que também ajuda a respirar mas não respira por ele como o ventilador, o SIPAP :)
(continua)

sábado, 13 de agosto de 2011

O nascimento prematuro do Gonçalo - Parte 1

Aqui fica finalmente parte da grande aventura.
A minha gravidez correu 5 estrelas como sabem aqueles que me lêm até às 30 semanas. No dia seguinte ao dia em que fiz 30 semanas fomos fazer uma eco de vigilância 3 semanas depois da anterior onde estava tudo bem com o meu pequeno Gonçalo no percentil 50.
Como em todas as outras ecos eu ía cheia de medo repetindo para mim que o Gonçalo pelo menos mexia-se muito. O Dr Alvaro disse-me que estava tudo bem com o Gonçalo mas que ele tinha caído do percentil 50 para o 15...
Que aconselhava-me repetir a eco dentro de 2 semanas mas que o melhor era falar com a minha médica assistente, a Dra Fátima Serrano.
Saí da eco de rastos... aquilo não podia estar-me a acontecer outra vez... tinha tudo corrido tão bem até ali...
Primeiro fui tentar marcar a eco para dali a 2 semanas e não havia vagas...tentei explicar à senhora e ela só me disse que prioridade só se fosse gémeos...
Desatei a chorar...
E ela disse-me : "não fique assim..."
Eu fiquei "Não fique assim??????" Mas não saiu som da minha boca...
Ela não sabia da história...
Não sabia que eu tinha perdido o meu filho 2 anos antes, menos de 1 semana depois de uma eco...
Só havia vagas para quase 3 semanas depois...
Eu só me lembro de ter lágrimas a escorrer desalmadamente pela minha cara e dizer OK...
Cá dentro eu dizia para mim própria que iria algures no privado mas eu não ía deixar morrer este bébé. Desta vez nem que eu corresse os hospitais todos do país eu não ía perder outro filho.
Antes de nos irmos embora fui à procura da Dr Fátima que estava de banco nas urgências e que já me tinha dito que gostava de saber dos resultados da eco por isso para a procurar.
E assim foi.
Assim que vi a Dra Fátima desatei a chorar... isto não me estava acontecer, não podia... eu estava assustadíssima.
Como é que eu ía para casa assim?
Eu não disse nada...
Mas a Dra Fátima conhecendo a minha história percebeu tudo e disse as palavras mágicas: "vais ficar internada, é o melhor."
Acho que ainda chorei mais mas era isso que eu queria ouvir!!!
Eu queria ser vigiada de perto, nem que isso significa-se ficar 2 meses internada, eu faria tudo por este filho.
E assim foi, fui internada dia 9 de Março.
Ainda fomos a casa buscar a minha mala que felizmente estava pronta desde a eco morfológica já a prever um possivel internamento...
Nesse mesmo dia a DrFátima mandou que me fosse dada a primeira dose para promover a maturação dos pulmões do bébé.
E no dia seguinte tomava a 2ªdose.
Nesse dia fizemos um ctg que revelou que eu não tinha contrações e que o bebé estava bem.
A ordem era fazer um ctg por dia para ir vigiando o bebé.
E à noite ainda ouviam o coração do bebé com o doppler ( que era o que eu já fazia em casa com o doppler que felizmente comprei no inicio da gravidez).
No dia seguinte continuava tudo bem com o bebé.
E na 6feira dado que continuava tudo bem com o bébé começaram a pensar enviar-me para casa...
Pânico...
Eu não queria nem por nada.
Dei a minha opinião, que por mim sentia-me mais segura ali internada.
Mas a minha opinião não interessava...
Já estava decidido!
Disseram-me que a vigilância seria apertada mas que podia ir para casa e voltava na 3ªfeira para eco e consulta com Dr Fátima.
Ainda antes de sair fizeram só um último ctg para confirmar que estava tudo bem.
Pois... nesse ctg já não estava tudo bem...
O exame ctg avalia além das contrações da mãe a vitalidade do bébé mas é feito para o bébé com mais de 35 semanas. O que me explicaram é que se der bem num bebé com menos semanas é porque o bebé está bem, se der mal não quer dizer que o bébé está mal mas deixa dúvidas...
Estive 1h a fazer ctg, mandaram-me comer caramelos de fruta, chocolate e sei lá mais o quê e nada... o ctg não melhorava...
A médica veio de volta a dizer para eu esquecer tudo mas com aquele ctg já não podia ir para casa.
Eu por um lado fiquei aliviada... Por outro preocupada... muitoo preocupada...
Disseram ainda que íam ver se dava para fazer eco nesse dia mas já não deu.
À noite disseram-me ainda para deixar de tomar a aspirina... esta foi a primeira indicação que o parto podia ser em breve...
Sábado voltei aos ctgs de hora e nada de melhorias.
O médico que estava de serviço um Dr Bruno que eu gostei muito de conhecer não gostou dos ctgs, disse que podia não ser nada mas que por ele era melhor fazer uma eco.
E lá fui eu fazer eco às urgências no sábado à tarde.
O bébé ainda estava bem mas os valores de passagem "alimento" no cordão estavam piores do que na 4feira...
Conclusão voltar a repetir eco daqui a 12 horas...
Domingo de manhã lá voltei a repetir a eco, agora numa máquina de ecografia mais Xpto com 2 médicos que foram espectaculares.
Sei lá quanto tempo estive lá mas não foi pouco.
Os valores estavam bem piores do que no sábado e possivelmente era melhor fazer cesariana naquele dia... ÃãããããHHHH!!!!! Desculpem????!!!
Mandaram-me ficar em jejum e à noite voltariam a repetir eco e logo decidiam...
Foi muito complicado lidar com aquela informação mas sinceramente eu consegui acreditar que eles sabiam o que estavam a fazer e eu e o meu filho estavamos em boas mãos...
Eu só dizia ao meu filhote para esperar mais um dia porque eu gostava que a Dra Fátima e a Dra Augusta estivessem a par de tudo...
A eco nessa noite revelou-se um bocadinho melhor do que de manhã e adiou-se a cesariana.
Ordens eram repetir eco 2ªfeira de manhã e manter jejum deste a meia noite...
O meu marido nesse dia já não foi trabalhar porque ficámos naquela ansiedade se seria naquele dia que o meu filhote iria nascer.
Eu tinha 30 semanas e 6 dias.
O serviço de prematuros já tinha uma incubadora à espera do Gonçalo para qualquer eventualidade...
Fiz a eco e disseram que por eles esperava-se mais 1 dia. Vim para cima onde apareceu a Dra Fátima que me disse que provavelmente seria naquele dia a cesariana. Mas decidiram esperar mais um dia...
2ªfeira à noite disseram-me novamente para não comer nada a partir da meia noite e só tomar o lovenox à meia noite e não tomar mais nada.
3ªfeira voltei à eco e médico disse-me que por ele era mais um dia...
Eu não sabia o que pensar...
Voltei ao quarto e disse ao meu marido o que o médico me tinha dito e disse-lhe que o melhor era ele voltar ao trabalho porque podíamos ficar nisto dias...
Eu desliguei o telefone e outra médica entra na enfermaria e diz-me que a cesariana seria daí a 1hora....

(Depois venho cá contar o resto :) )

sábado, 16 de julho de 2011

Olá!!!!

(primeira foto do pequeno)
Depois e tanto tempo venho cá dizer que estou viva e feliz :)
O meu pequeno esteve internado na MAC praticamemte 2 meses, com alguns altos e baixos.
Já estamos em casa à 2 meses, ou seja o pequeno já está com 4 mesessssssssssss!!!!
O tempo passa a correr...
Ele é um querido mas muito mau para dormir... o que não me dá tempo para nada.
Juro que anda virei cá contar a nossa grande aventura.

domingo, 20 de março de 2011

Já nasceu o meu Pequenito

Um post rápido só para dizer que já nasceu o meu filhote mais lindo no dia 15 de Março às 11h36 por cesariana. Tinha 31 semanas nesse dia e nasceu com 1365g e 41cm. Está estável nos cuidados intensivos da MAC onde está a receber óptimos cuidados e muito miminho.
Eu voltei ontem à noie a casa onde sabe bem estar depois de tanto tempo.
Estou bem e a recuperar da cesariana para quando o meu filhote puder voltar para casa poder recebê-lo cheia de energia. Maridito esta noite já voltou a dormir e está mais calminho.
Foram dias muito stressantes que mais tarde venho cá contar. Felizmente já passaram e o nosso pequenino está bem. Nós continuamos a levar um dia de cada vez mas com muita fé num futuro risonho :)

quarta-feira, 9 de março de 2011

30 semanas e 1 dias - Ficámos internados...

Pois é ficámos internados por precaução...
Fizemos ecografia de manhã como eu tinha dito e o Gonçalo desceu do percentil 50 para o 15...
Até está crescido mas está magrito.
E então médica decidiu dados os nossos antecedentes que era melhor vigiar de perto.
Confesso que também fiquei mais descansada assim.
Hoje já tomámos medicação para acelarar a maturação dos pulmões, para se necessário "saltar" cá para fora. Só daqui a 2 semanas se ele se mantiver bem se consegue voltar a avaliar o crescimento. Se antes disso mostrar sinais de stress (que não vais mostrar que o pai e a mãe não querem!!!) "salta" cá para fora.
Façam figas por nós.
Bjs

terça-feira, 8 de março de 2011

30 semanas

Aqui estamos nós com 30 semanas. No máximo faltam 8 semanitas :)
Estou a viver uma parte da gravidez que não cheguei a sentir da outra vez : começaram as contracções...
Já fui uma vez às urgências por conselho da linha Saúde 24 mas felizmente não era significativo.
O colo do útero já não está completamente fechado mas ainda está comprido por isso em princípio não há problema. As contracções não são ritmadas e a maioria são sem dor por isso em princípio é apenas o útero a treinar para o grande dia.
Maridito já anda em grande stress...
Amanhã é dia de ecografia para avaliação de crescimento.
Torçam por nós.

terça-feira, 1 de março de 2011

29 semanas


Cá estamos nós com 29 semanas.
Felizmente está tudo bem.
Na semana passada tivemos um susto, pensei que estava a perder líquido amniótico e com contrações. Felizmente foi falso alarme.
Fiz o meu primeiro Ctg, que mostrou que Gonçalo está bem. Fizemos ainda uma ecografia que confirma que o Gonçalo ainda está atravessado.
Esta semana já não tenho os cães para me fazerem companhia... eles puxam muito por mim... mas fazem tanta companhia...
Foram hoje e já sinto tantas saudades (apesar da trabalheira que dão...). Por isso esta semana a casa é dos gatos :) que estão todos contentes por terem a casa só para eles sem os malucos dos cães aos saltos!!!
Para a semana há eco para avaliar crescimento do Gonçalo.
Já estou um bocadinho ansiosa...
Cá em casa já está tudo praticamente pronto para o receber.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Prendinha para o Gonçalo


Foi dada por amigos muito próximos.

O pai (e a mãe) adoraram :)

Obrigada H, I e X. Bjssssssssssssssssss

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

27 semaninhas

Mais uma eco mais boas notícias :)
O Gonçalo está bem, crescido e já com 1043g.
27 semanitas com mais que 1kilito trás boas chances para o futuro, palavras da médica :)
Estava deitado na transversal :) , mas o médico diz que tenho bastante líquido e por isso ele tem imenso espaço para ainda dar muitas voltas :)
Mais 3 semanitas e voltamos a vê-lo :)
(é só sorrisos né? :) )
Continuamos com a mesma medicação.
Mas a tiróide está bem :)
Já temos mais 3 kilos na pele... mas nutricionista diz que é normal.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

26 semanas

Chegámos às 26 semanas :)
Passaram 6 meses...
Vamos entrar no 3ºtrimestre...
Tudo isto é estranho de dizer...
Ainda me lembro de sonhar em voltar a engravidar...
Por incrível que pareça está a a passar num instante.
Adoro sentir o meu filho a mexer-se na minha barriguita :)
Continuo a levar um dia de cada vez.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

25 semanas

(25 semanas e um dia)

Ultrapassámos a barreira das 24 semanas :)
O meu bébé já tem chances de sobreviver cá fora se fôr necessário sair...
Que bom!!!!

Já me sinto muito melhor da anemia!!!!
A barriga continua a crescer bem (bem bem... )

O pequeno é que ou mudou de posição ou ando a senti-lo menos... :(
O me me deixa bem mais agustiada...
O que vale é que tenho o monitor cardíaco e posso sempre que quero ouvir o coraçãozito dele a bater e me acalmar. E felizmente continua a bater bem acelarado como se quer.
Faltam 2 semanas para a próxima ecografia. Aí vamos saber como está a crescer.
O próximo objectivo é passar as 28 semanas.
As chances de sobrevivência aumentam muito depois das 28.
Este fim de semana começamos o curso de preparação para o parto no Olá Mãmã :)

Ah é verdade fiz o teste da diabetes e está tudo bem :)
Menos uma para me preocupar!!!!
O maridito também está mais calmo. Já fez exames médicos e está tudo bem com ele.
Está com um bocadinho de hipertenção mas pelos vistos é mesmo emotiva. Veio para casa com uma ansiolítico para quando se sentir mais ansioso (ou seja dia de ecos...)

No dia 31 de janeiro nasceu a linda Beatriz, filha de uma amiga linda a J, de 39 semanas, nasceu uma matulona de 3,800kgs :)))) Ainda não falei com a mãe, mas soube pelo pai que está tudo bem com mãe e filhota. Ficam aqui os meus desejos enormes de grandes sucessos a 3 para a nova família. Um beijo do tamanho do mundo.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

23 semanas...

23 semanas...

23 semanas...

O número que eu tanto temia que tentava não pensar nele...

Mas é verdade chegámos às 23 semanas...

Que alegria misturada com angústia...
(este post ficou preso...)

sábado, 8 de janeiro de 2011

Notícias



Desculpem mais uma vez a ausência e começo mais uma vez este post por dizer que está tudo bem.
Eu continuo a ficar muito cansada por tudo e por nada e a altura do Natal foi muito cansativa.
Nem vontade tive de vir cá escrever para desejar a todos um Feliz Natal e Excelente Ano Novo, mas foi algo que tive em mente para todos aqueles que por aqui passam.
Devido ao cansaço foi muito dificil este ano as compras de Natal...
Andei a arrastar-me mas consegui...
Depois foram os anos do maridito dia 23. Correu tudo bem.
Fomos almoçar à Casa da Dízima em Paço de Arcos pela primeira vez, o qual recomendo para quem deseja ter um almoço diferente (mesmo que um bocado carito...). À noite recebemos a família para jantar e alguns amigos para comerem uma fatia de bolo. Correu tudo muito bem e o maridito estava feliz que foi o mais importante. O mais complicado foi no dia seguinte, véspera da Natal levantar cedo para arrumar a casa toda e voltar a montar a festa, desta vez de Natal...
Foi tudo feito e correu tudo bem, sei lá eu onde fui buscar energias.
(Na verdade sei: Adoro estar com os amigos, com a família e por eles faço tudo :) )
As minhas sobrinhas estavam felizes que foi o mais importante já que o Natal é das crianças né?
No dia seguinte ... muita ronha... permitida por felizmente não termos nenhum almoço para preparar. Tivemos foi de viajar uma horinha para ir ter com o meu pai, mano, primos e primas, tios e tias para um saboroso almoço de Natal com muita família (que acho que é o que sabe mesmo bem!!!!). Dia 26 foi dia de recarregar energias, pôr a casa em ordem e ida a um musical do La Féria : Um violino no telhado com os meus sogros que foi muito divertido :)
O Gonçalo fartou-se de dar pontapés :)
Não sei estava a apreciar ou não.
Talvez fosse devido ao som ser um bocado mais alto do que ele está habituado.
Dia 27 voltámos às festas, a minha querida sogra fez mais um anito de vida e com ela fomos jantar. Nos dias seguintes o maridito voltou ao trabalho e o cansaço caíu em cima de mim... Foram dias de muita ronha para preparar-me para a festa de Ano Novo.
Dia 28 ainda tive um último jantar de Natal como amigas lindas para pôr a conversa em dia. Soube muito bem a companhia acompanhada por um belo bolo de chocolate da bimby que estava FABULOSO!!!! :)
Dia 31 a festa foi em nossa casa. Foi uma festa "self service", apareceu quem quis, que se fez acompanhado por quem mais gostava e cada um trouxe qualquer coisa para comer/beber.
Correu tudo excelentemente bem e acho que foi divertido :)
Eu Gostei!!!!
Dia 1 e 2 foram dias para recuperar o físico e o estado da casa.
Dia 2 enquanto estávamos na ronha no sofá da sala senti pela primeira vez o pontapé do meu filhote com a mão por fora da barriga. Chamei o J para pôr a mão na minha barriga e ele sentiu pela primeira (segunda e terceira) o nosso filhote!!!
Foi um momento tão lindo, tão especial, que a lágrima escorreu de comoção.
O J nunca chegou a sentir um pontapé do Miguel...
Na noite de 2 caí em mim e a ansiedade instalou-se... o medo aproximou-se...
A morfológica era no dia seguinte...
Claro que foi uma noite não dormida...nem Valdispert, nem chá noite traquila acalmaram o meu coração... E quando tocou o despertador às 6h25 da manhã eu estava já à sua espera como de uma autorização para me levantar da cama para começar o dia que eu tanto ansiava.
O meu filhote dava pontapés como dizendo: "mãe tem calma que eu estou aqui".
Eu, um bocadinho mais calma, acariciava a minha barriguita agradecendo a ajuda.
Quando chegámos à MAC estava tudo um bocado atrasado, mas felizes ficámos quando soubemos que era a Dra Isabel Martins a fazer a ecografia. Eu acho que me caíu um peso de cima... Ela seguiu toda a minha história e é uma excelente pessoa, aquela que eu mais precisava para me acalmar o coração.
E assim foi, a ecografia decorreu com muita calma revelando que tudo está bem com o Gonçalo.
Está no percentil 50, ou seja normal :)
Tudo está direitinho, os dedinhos das mãos e dos pés, a coluna, o coraçãozito, a cabecita, as pernitas, os bracinhos. Foi tudo revelado com muita calma e carinho acalmando o coração de mãe e pai.
Às 20 semanas e 6 dias o Gonçalo pesava 366g !!!! :)
A placenta está bem, o cordão desta vez está no sítio certo com 3 vasos como se quer, e as artérias uterinas têm uma pequena insisura que as médicas ainda pensam que pode ir ao sítio.
Está tudo muito esperançado :)
Tenho um hospital todo a torcer por mim o que sabe muito bem!!!!!
Dia seguinte foi dia de análises e consultas.
Plaquetas voltaram a subir mesmo que ainda estejam abaixo do valor de referência, não estão más. Os valores da tiróide estã melhores mas vou continuar com a medicação.
A ferritina é que continua nas lonas, tive de duplicar a dose de ferro...
Mas pronto mesmo assim está tudo bem. A vigilância vai aumentar.
Passo a vir à MAC de 2 em 2 semanas para consulta.
E tenho eco novamente às 26 semanitas.
A minha cabecita continua bem (sem ser os dias de ecos!) e vou levando um dia de cada vez.
Para o maridito parece estar a ser um bocadinho mais dificil.
Anda muito ansioso e a tensão arterial continua acima do que devia mesmo com medicação...
Esta semana vai fazer mais exames para saber se está tudo bem e se é melhor mudar de medicamentação ou mesmo introduzir outra.
Torçam por nós.

Vou tentar vir cá dar notícias mais frequentemente oki?
Bjsss