segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Decisões

Já cá disse uma vez que este blog funcionava como uma terapia para mim.

Os pensamentos que me perseguem saem cá para fora e deixam de me massacrar.

Mas não é só isso.

O facto de ser público permite que outras pessoas que não me conhecem e sabem pouco da minha vida comentem sobre o que me vai preocupando.

E a verdade é que ler comentários de um outro ponto de vista daquilo que vivemos nos faz pensar sobre os nosso próprios pensamentos.

O meu último post sobre engravidar/adopção teve vários comentários sobre o porquê de eu ter de escolher? E eu voltei a ler o que tinha escrito e fiquei a pensar nisso.

Venho então esclarecer o assunto e também partilhar as mudanças de pensamento :)

A grande questão aqui é que o meu desejo de ser mãe é muito grande e sinceramente eu gostaria de ser tanto mãe biológica como de coração.
Claro que posso ser as duas coisas, claro que sim isso não se coloca em questão.
Ninguém nem nada me impede.
A questão é outra.

Eu e o meu marido decidimos que se tivessemos filhos do coração eu já não tentaria engravidar por causa dos riscos que isso implica para mim.
Eu não consigo pensar em engravidar e pensar se me acontece algo de mal nessa gravidez o que vai ser dos meus filhos do coração, eles não merecem passar por outra perda na vida e por isso gravidez pós adopção está completamente fora dos nossos planos.

Por isso parece óbvio que se ainda quero engravidar tem de ser antes de adoptar.

A minha questão é que nos tinham dito que ainda podia demorar 2-3 anos para a adopção se concretizar mas na última entrevista nos foi nos dito que se calhar no verão nos diríam qualquer coisa...

Eu ainda não tenho luz verde para voltar a tentar e depois também não se engravida quando se quer, não é logo e pimba :)

Por isso fico assim a pensar na vida.
O que não é mau, nem aflitivo, são só decisões que se têm de tomar.

Parece que vai haver uma competição com a concretização de uma possível gravidez e uma possivel adopção.

Vamos ver quem chega primeiro e depois logo se decide :)
Esta é a minha nova onda de pensamento e estou mais calma com ela.

PS-Da ressonância confirma-se que o quisto está fora do ovário por isso não se vai mexer :)
Falta confirmar o estado do meu rim maroto.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Parabéns aos maridito

Pois é o mais um aniversário para maridito no dia 23 deste mês que ainda por cima passou o dia sem amigos e família... :(
Eu fiquei presa em Portugal já que o carro não ficou pronto da oficina... e o outro carro que não usa pneu suplente não tinha kit de pneus graças à Renault que não tem em stock... e como estava um temporal decidimos que era melhor não me pôr à estrada...
Para compensar preparei uma festa supresa com familiares e amigos no sábado passado dia 26 :)
Correu muito bem. Ele não estava nada a contar e apanhou um grande susto quando chegou a casa, tocou à campainha e ouviu : PARABÉNS!!!!
Ele diz que só pensou: Mas quem é que faz anos? :) ih ih ih ih ih !!!
Foi muito giro.

E pronto depois das festas de natal da empresa, festas de natal dos amigos, da familia minha, da familia do maridito, anos do maridito, anos da sogrinha estou oficialmente cansada de festas e farta de comida... Mas FELIZ :)

Estou novamente oficialmente desempregada para acabar a minha tese.
É desta :)

Para o caso de não ter tempo deixo já aqui os votos de boas entradas em 2010 :)

Bjjjjjjjjjjjjjjjjjjjsssssssssssssssssss

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Notícias

Tenho andado ausente mas muito ocupada.

Venho partilhar que já terminou o nosso processo de avaliação para adopção , agora é esperar pela resposta. Não nos quiseram dizer qual vai ser a decisão, porque a decisão é feita em grupo por toda a equipa da segurança social e não só por aqueles que nos entrevistaram.
Dizem que por causa dos correios só devemos receber a resposta em janeiro...
Mas como todo o processo de entrevistas desde o dia que entregámos os papeis demorou 4 meses apenas, não sinto que possa reclamar alguma coisa :)
Pelo contrário, até agora têm sido impecáveis conosco.
Dado as características das crianças que decidimos aceitar dizem que 2010 pode ser o nosso ano :)
Quero acreditar que sim vamos ver.

Não pensei que pudesse ser assim tão rápido e por isso aparecem de novo mais dúvidas em relação a uma nova gravidez...

Eu quero mais do que tudo tentar mais uma vez se tiver luz verde dos médicos, e não vale a pena esconder esse desejo...
Mas também quero mais do que tudo esses filhos que estão à minha espera numa instituição qualquer...

O que fazer?

Sei que se engravidar o processo de adopção fica pendurado ... e não sei bem até quando...
E se não engravidar vou ficar sempre com aquele desejo pendurado...

Irrita-me um bocado isto tudo... porque este desejo para engravidar apareceu depois de ter perdido o meu filho. Eu tinha esse desejo como qualquer mulher mas depois sa perda esse desejo tornou-se o meu objectivo de vida o que puderá ser até doentio :(

E como a decisão é minha... ando assim... com conversas, discussões internas... sem chegar a nenhuma conclusão...