quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Dia da Perda Gestacional - Projecto Artémis



"15 de Outubro de 2014, não é uma data legalmente reconhecida como dia nacional da Perda Gestacional, mas é para pais de anjos reconhecida à muito. Hoje é dia de pais especiais, hoje é dia de filhos especiais, filhos que não sentiram o colo, filhos que deixaram um vazio imenso e que são amados com um céu de distância. Não foi este ano que vimos reconhecido pelo governo o NOSSO dia, mas foi este ano que pela primeira vez houve uma mobilização em massa em torno da perda gestacional. Temos um orgulho imenso de ver que através de um gesto simbólico as mentalidades estão a mudar, com certeza que o céu está em festa, que os bebés que partiram cedo demais estarão orgulhosos de ver esta simbólica homenagem aos seus pais e a si. Por tudo isto, e porque acreditamos que acabaremos por fazer a diferença, não iremos desistir de dar voz ao silêncio destes pais. UM BEM HAJA. e um Beijinho muito especial aos pais, familiares e amigos que hoje se uniram.

JUNTOS TOCAMOS O CÉU"
Palavras que dizem tudo da parte da Associação Artémis.

Eu acredito muito na importância do trabalho da Associação Artémis.
É importante passar a palavra e falar sobre a Perda Gestacional.
A sociedade precisar de acabar com este tabu e ajudar/respeitar todos os casais que perdem um filho tenha ele a idade que tem.

Para mim ainda mais importante nesta altura quando mais um aniversário da perda do meu primeiro filho se aproxima...


1 comentário:

Catarina Soares de Oliveira disse...

Ola 🙂. Sou estudante do Mestrado de Psicologia Clínica e da Saúde da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. No âmbito da minha dissertação de Mestrado o meu objetivo é analisar o “Impacto da morte fetal ou neonatal nos homens e comunicação do casal sobre a perda: perceções masculina e feminina”. Gostava muito que poder contar com a ajuda de todos os casais que tenham vivenciado uma morte fetal ou neonatal. Quem estiver disponível para responder agradecia imenso, para pudermos ajudar mais estes pais que passam por este terrível acontecimento. Caso contrário, também pode ajudar partilhando com os seus contactos. É um questionário anónimo. Era importante também a/o companheira/o responder. Qualquer esclarecimento não hesitem contactar-me. Muito obrigada!

Versão Masculina: https://ana308.typeform.com/to/WV9NWC
Versão Feminina: https://ana308.typeform.com/to/OXx39a