terça-feira, 10 de março de 2009

Só quero um signal...

Eu ultimamente ando bem mais calminha, particularmente depois do dia previsto do parto ter passado. Segundo a psicóloga parece que há várias mulheres que apesar de perderem os seus bébés sentem a necessidade de "viver" o resto da gravidez. E quando o dpp chega é como se a gravidez finalmente tivesse acabado e podemos deixar para trás.
Pois foi mesmo isso que eu senti.
Eu e o meu Joanito choramos abraçadinhos no dpp mas foi como que nos despedimos dessa gravidez nesse dia. Finalmente conseguimos a dor acalmar.
No dia seguinte não chorei... o primeiro dia em 4 meses...
A consulta de psicologia correu bem mais calma, como disse ao meu marido: só larguei 3 lágrimas :)
Ela disse que me via bem melhor e para não me sentir mal por ainda me lembrar do meu bébé perdido todos os dias. Estava no bom caminho e isso é que era importante.

Ontem à noite, no meio de uma insónia preguiçosa, comecei a ver um episódio do Querido Mudei a Casa-Intituições da Sic Mulher. Eu sou fã do programa em todas as suas vertentes, mas sem dúvida que os de ajuda a instituições deixam sempre uma lágrima no canto do olho.
Pois desta vez eu senti o coração especialmente apertadinho... e a lágrima estava de volta...

Sentia-me CULPADA!!!!!! Mesmo MUITO CULPADA!!!!

Tanta criança a precisar de uma família, de amor e eu aqui a perder tempo, sem conseguir parar de fazer o luto da morte de um bébé, que independentemente do que eu faça não vai voltar...

Senti-me culpada em pensar numa nova gravidez com todos os riscos que existem, quando posso ser mãe de outra forma, e ainda por cima de crianças que precisam desesperadamente de uma mãe e de um pai.

Cada dia a mais que me perco a chorar é mais um dia que uma criança está sem família.

Não estou a ser egoísta?

Eu sinto-me extremamente egoísta :( e consequentemente triste...

A Adopção faz parte dos meus planos e da minha familia, de qualquer forma. Para quê esperar?
Para quê lutar por mais uma gravidez? (Além de ter ADORADO estar grávida)
Esta é a parte que eu não consigo explicar...
É parte do meu coração a falar que não me dá explicações...

Por vezes dou por mim a pedir a "Deus", seja ele quem ou o que fôr: por favor dá-me um signal.
Se não é suposto eu ter filhos da barriga diz-me e eu fico apenas com os filhos do coração.

No seguimento do programa do Querido mudei a casa, desliguei a tv da sala, apaguei as luzes e fui para o meu quarto, naquele sentimento de angústia sem saber o que fazer.
No quarto liguei de novo a tv, de novo na sic mulher e ouço que está a dar o programa do Mundo das Mulheres-Perda Gestacional por coincidência (ou não?!) e só ouço dizer : "...por favor mulheres que passaram por isto, não desistam..."

Eu ouvi isto e desatei a chorar a soluçar e gritei aos céus: É este o teu sinal? Diz-me por favor?

Estou perdida e não sei o que fazer.

Eu só quero ser Mãe...

4 comentários:

Jorge Freitas Soares disse...

Olá Marta

Não acho que te tenhas que sentir culpada, aquilo porque passaste é algo muito duro, algo que te vai marcar para sempre, algo que com o tempo irás vendo de outra forma, mas não há maneira de voltar atrás, o que já vivemos é o que somos...

Não tens de te sentir culpado por teres gostado de estares grávida, nem tens que te sentir culpada por essas crianças que esperam uma familia, candidatos a pai para elas é o que mais há por aí. Pudessemos nós ir lá e entregar essas crianças a quem tanto as quer...

Só tu sabes o que é melhor para ti, só tu sabes o que te diz o teu coração, e não és nem melhor nem pior pessoa por quereres engravidar e ter um filho que nasça de ti.... Assim como não são melhores nem piores pessoas quem só quer ter filhos adoptados... são opções, formas de viver... desejos que devem ser entendidos e respeitados.

A vida segue, por vezes nós temos relutância a seguir com ela, mas ela segue, e mais tarde ou mais tempo, nós seguimos em frente...eu sei que tu vais conseguir.

Um beijinho e muita força.
Jorge

Margarida disse...

Ola' Marta,

Sabes, a maternidade por gravidez e por adopcao sao diferentes em muitos aspectos.
Se sentes que queres ser mae biologica, nao faz sentido nenhum ires adoptar agora, porque o desejo de ser mae biologica nao vai desaparecer.
Por misterio depois de ser mae 3 vezes continuo com a vontade maior do mundo de ser mae de novo, mas o meu corpo nao, nao tenho vontade nenhuma de estar gravida, nem de parir, nem de nada.
A ideia de ir a uma instituicao conhecer a minha proxima crianca sim, enche-me o coracao de alegria e antecipacao.
E nisto de ser mae, temos que seguir o que o nosso coracao nos manda.
Beijinhos grandes

PauLLa disse...

Olha marta, a minha opiniao é que ser mae biologica ou mae de coraçao é a mesma coisa... 'Parir é dor e criar é amor...' A unica diferença é a sensaçao de estar gravida, de sentir mexer, parir, etc...
Mas tu apenas tens q fazer aquilo que o teu coraçao mandar e nao te sentir culpada de nada!!! Nao tens culpa por essas crianças, pela fome no mundo, por NADA!!!! Infelizmente é o mundo triste em que vivemos....
Se queres ser mae biológica nao desistas e nao percas a esperança.... Se queres ser mae de coraçao porque nao tambem??? So tens que fazer aquilo que axas melhor pra ti

bj gd linda

Martense disse...

Obrigada pelas vossas palavras e mimos. Ajudam muito nesta luta diária desta cabecinha que não para...
bjs